Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018 - 12:21 (Política)

L
LIVRE

EDUCAÇÃO: LÉO MORAES VISITA SEDUC E REAFIRMA COMPROMISSOS MELHORAR QUALIDADE DE ENSINO EM RONDÔNIA

Dentre os assuntos tratados, está a gestão democrática que será mantida.


Imprimir página

Com início de mais um ano letivo, Deputado Estadual Léo Moraes esteve na Secretaria de Estado da Educação de Rondônia (Seduc) para acompanhar a situação das rematrículas dos alunos e reafirmar alguns compromissos com a pasta.

Dentre os assuntos tratados, está a gestão democrática que será mantida. “Intercedi por esse projeto, para que a comunidade garante seu poder em escolher diretores das escolas públicas estaduais. Não podemos tirar essa escolha das mãos da população que tem o direito de escolher gestores que estejam comprometidos com a qualidade da educação.” Explicou o deputado.

Na oportunidade, também foram garantidas as vagas destinadas aos instrutores de fanfarras nas escolas estaduais. Léo conquistou para o projeto voluntário solidário cinqüenta vagas que vai oferecer auxílio de R$600 para ajuda de custos dos professores de música e instrutores de fanfarras.

“É uma luta de anos que agora se torna realidade. As fanfarras são sinônimos de patriotismo, contribuem com a disciplina e concentração. Precisamos resgatar e manter essas atividades pois a música é um dos fatores de transformação social. ” Ressaltou o parlamentar.

Em conversa com o Secretário da Seduc, Florisvaldo Alves da Silva, Léo Moraes se colocou à disposição para melhorar a qualidade de ensino e o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) em Rondônia. 

Segundo dados da Secretaria Estadual de Educação, só em Porto Velho, cerca de 77 mil alunos são atendidos pela rede que conta com 100 instituições que atendem, além da capital, distritos e outras localidades dentro do município.

“Não abro mão de ajudar na educação em qualquer nível de governo. Esse é um dos meus compromissos. Temos que trabalhar com eficiência para aumentar o interesse e o desempenho de crianças e jovens nas escolas, pois a educação é o patrimônio que temos e é intransferível.” Concluiu Léo.

Fonte: 010 - assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias