Quarta-Feira, 03 de Janeiro de 2018 - 16:48 (Geral)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

LUTO - MORRE UMA DAS IRMÃS TORTURADAS COM FOGO NA ZONA RURAL DE ROLIM DE MOURA

Segundo o médico, o fato de ter sido informada sobre a morte da mãe, pode ter influenciado na recuperação de Kathyele, que não resistiu e morreu.


Imprimir página

A cidade de Rolim de Moura amanheceu de luto e consternada com a informação de que uma das irmãs, torturadas e queimadas em outubro de 2017, na linha 180, zona rural do município, não resistiu ao tratamento e teve uma parada-cardiorrespiratória e veio a óbito na madrugada desta quarta-feira (03) na cidade de Porto Velho.

As duas meninas, de 05 e 07 anos estavam desde o ano passado internadas no Hospital Cosme e Damião na cidade de Porto Velho, e chegaram a receber um transplante de pele, familiares estão na capital desde o incidente cuidando das garotinhas.

A informação foi primeiramente confirmada pelo Delegado Renato Cesar Morari em sua rede social e posteriormente confirmada pelos familiares da pequena Kathyele de Jesus de 05 anos.

A morte da pequena Kathyele veio como surpresa, haja vista, que a mesma estava se recuperando mais rapidamente do que sua irmã mais velha de 07 anos.

O diretor do hospital, Daniel Pires, conta que foram 50 minutos de tentativas e três pediatras tentando salvar Kathyele, mas ela acabou falecendo. "Ela teve intercorrência clínica, e infelizmente, mesmo com o grande trabalho de nossos plantonistas, foi irreversível”.

A irmã mais velha, Joice Sabrina Alves, 7 anos, segue internada e seu estado de saúde ainda inspira cuidados. Ambas adquiriram queimaduras de 4º grau, segundo os médicos.

Segundo o médico, o fato de ter sido informada sobre a morte da mãe, pode ter influenciado na recuperação de Kathyele. "As lesões foram devastadoras, tanto as físicas como psicológicas e isso realmente prejudica o nosso tratamento. Lamentamos porque esperávamos um desfecho diferente".

ENTENDA O CASO

As crianças foram torturadas por Idair dos Reis Maria, mais conhecido como Mano Reis. Ele matou a mãe das meninas, com quem mantinha um relacionamento extraconjugal, e dias depois foi encontrado morto a cerca de 700 metros da represa onde ele havia deixado as meninas nuas e queimadas as margens de uma represa.

Fonte: 012 - Planeta Folha

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias