Sexta-Feira, 29 de Dezembro de 2017 - 11:50 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

POLÍCIA MILITAR APREENDE OBJETOS FURTADOS, ESTOURA BOCA DE FUMO E PRENDE SUSPEITOS

Um adolescentes foi até a delegacia proferir ameaças de morte aos militares durante o registro de ocorrência. Suspeitos de tráfico de drogas foram presos com os objetos furtados


Imprimir página

Vilhena - O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira, 28 de Dezembro, em uma residência na avenida Primeiro de Maio, no Centro da cidade.

Conforme apurado, policiais militares receberam informações de que dois adolescentes estariam receptando produtos furtados na cidade e trocando por drogas em outro local. Quando os policiais se aproximaram da casa localizada na avenida Primeiro de Maio, populares pararam a radiopatrulha e disseram que os dois adolescentes teriam tentado vender um violão abaixo do custo de mercado, levantando suspeitas sobre o produto.

No local, os policiais localizaram e detiveram os adolescentes J, 16 anos, e M, de 16 anos, e ao indagá-los sobre a localização do violão, estes informaram que tratava-se de um produto de furto e que quem teria feito a receptação do produto seria o acusado preso pela PM no dia 24 de Dezembro, identificado como Erlon Gomes de Lima, vulgo “Boy”e que após este ser preso, M pegou o violão e levou para a residência de sua mãe, localizada no residencial União.

Os policiais detiveram os adolescentes e dirigiram-se ao endereço da mãe de M e em contato com o padrasto, este realizou buscas e encontrou o violão e um aparelho notebook, entregando aos policiais e dizendo que o garoto seria usuário de drogas. Indagado sobre os fatos e a procedência do notebok, M revelou que com o apoio do menor infrator LL, de 16 anos, invadiram o prédio da antiga delegacia de Polícia Civil no Centro e furtaram dois aparelhos notebooks, dois alto-falantes de grande potência e um módulo BANDA de quatro canais que estavam dentro de um veículo Volkswagen Pólo de cor cinza e outros pertences que não quiseram informar.

Segundo o adolescente, os produtos foram trocados em uma boca de fumo localizada na rua 116-03, no residencial União, onde membros da facção criminosa denominada Primeiro Comando da Capital (PCC) controlariam a venda de drogas.

Os militares solicitaram apoio das demais radiopatrulhas de serviço e da Força Tática e realizaram abordagem na boca de fumo, prendendo em flagrante os acusados Dorival de Jesus Junior, 18 anos, e Priscila Daiana Martins, de 25 anos, os quais afirmaram já terem passagens por tráfico de drogas.

No imóvel, os militares localizaram e apreenderam os produtos furtados, uma furadeira, uma sacola picotada usada para endolar drogas, três aparelhos celulares, uma balança de precisão, um roteador de internet, um cachimbo, um bonge, um invólucro de maconha pesando 12 gramas, dois invólucros de crack, um invólucro de papel contendo maconha, ea quantia de R$ 374,00 em espécie. Um dos celulares foi reconhecido pela vítima de um roubo ocorrido no dia 24 de Dezembro.

A guarnição deslocou-se até a casa onde segundo M, reside o infrator LL e em contato com a tia do adolescente, este havia evadido-se do local. Ela relatou que o sobrinho é usuário de drogas e que inclusive pratica furtos de objetos da própria casa para trocar na boca de fumo comandada por Dorival e Priscila.

Diante disto, os policiais foram para a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para lavrar a ocorrência e durante o registro, o menor LL chegou ao local dizendo que queria saber o nome dos policiais militares que foram até sua residência, pois iria matá-los depois; ocasião em que partiu para cima dos policiais e acabou preso.

Todos os envolvidos foram apresentados ao delegado plantonista, que deverá tomar as medidas cabíveis pertinentes ao fato. Os adolescentes vão responder aos crimes em liberdade, haja vista que as leis não permitem a detenção dos mesmos. Menores estes, que dioturnamente praticam furtos e roubos, muitas das vezes com emprego de violência.

Fonte: 010 - rotapolicialnews

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias