Terça-Feira, 26 de Dezembro de 2017 - 15:36 (Geral)

L
LIVRE

PREFEITURA E SEBRAE DISCUTEM POLÍTICAS PARA O TURISMO E EMPREENDEDORISMO

Objetivo é a construção do Plano Municipal de Turismo que tem como meta promover e fomentar o setor


Imprimir página

Na semana passada, na quarta-feira (20) a Prefeitura de Porto Velho através dos secretários Robson Damasceno (Integração), Júlio Cesar (Semdestur) e José Cantidio (adjunto Sempog), além dos técnicos Flavio Moraes, Benedita do Nascimento, Gilmar Fraga reuniu-se com o diretor técnico do Sebrae, Samuel Silva de Almeida, para tratar da formulação de ações para o turismo e fomento ao empreendedorismo municipal.

A reunião foi uma solicitação do prefeito dr Hildon Chaves que solicitou que as secretarias municipais buscassem a formação de uma parceria com o Sebrae para tratar de assuntos que são de extrema importância para o desenvolvimento local.

O objetivo é a construção e implementação do Plano Municipal de Turismo que tem como meta promover e fomentar o Turismo em Porto Velho por meio do fortalecimento de uma identidade turística, do desenvolvimento e aperfeiçoamento de produtos e serviços e potencialização das vocações existentes no município e região.

Um prospecto do plano pré construído por técnicos da Semdestur e Sebrae foi apresentado pela turismóloga e técnica Lidiane Bandeira, da Semdestur que informou que o público alvo do projeto são os bares e restaurantes, comércio varejista, operadoras, consolidadoras e agências de viagens, hotéis e pousadas, taxistas, mototaxistas e Ubers, feiras livres, balneários, embarcações e feiras municipais e itinerantes.

Segundo o secretário Júlio Cezar, o plano tratará de ações estruturantes para o desenvolvimento do turismo, tais como: revitalização do complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, asfaltamento da Estrada de Santo Antônio e do acesso a Nova Teotônio, sinalização turística do município.

Quanto ao empreendedorismo, o objetivo foi debater a Escola do Emprendedorismo a fim de implementar a gestão das políticas públicas no âmbito da inclusão produtiva no processo de desenvolvimento local, promover a gestão eficiente dos recursos públicos e ainda mudanças e resultados integrados ao crescimento econômico para a qualidade de vida do conjunto da população.

O projeto foi apresentado pelos técnicos Flávio Moraes e Benedita Nascimento que especificaram que as diretrizes da escola são: educação e formação empreendedora, qualificação profissional, ideias inovadoras, oportunidades de negócios, mercado de trabalho e inclusão produtiva.

Segundo informações coletadas pelo técnico junto ao Sine municipal, em 2016, Porto Velho demitiu mais do que contratou. Foram 3.742 desligamentos contra 2.532 contratações somente no último trimestre. “Os dados foram preocupantes, pois identificamos que 52% das famílias estudadas possuíam pelo menos três pessoas desempregadas. E que 49% correspondem ao sexo masculino”, disse Flávio.

Fonte: 010 - SEMI - Secretária Municipal de Integração

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias