Domingo, 24 de Dezembro de 2017 - 10:07 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: COMPENSAÇÕES CRIMINAIS - POR LEO LADEIA

Tadinho do Paulo Maluf. Possivelmente não vai ganhar presente de Papai Noel.


Imprimir página

FRASE DO DIA:

“Posso ser golpista para você, mas não sou corrupto perante minha consciência e perante o Brasil.” – Cristovam Buarque, senador, em resposta a um eleitor.

1-Compensações criminais

Tadinho do Paulo Maluf. Possivelmente não vai ganhar presente de Papai Noel. Fico com pena. Vá lá que ele não foi um bom menino e não apenas este ano, mas sua peia foi cruel.

Cana dura e longe de casa, cela coletiva aquela que tem o “boi”, banho de água fria e o pior: ponto cortado na Câmara dos Deputados – só a perda do salário é de R$ 33,7 mil além dos muitos penduricalhos – e a alta possibilidade de perder o mandato. Mas, como nada é tão ruim que não possa ser piorar o advogado do Maluf é o Dr. Kakai. É bom, mas cobra caro. E aí o crime compensa mesmo?

2-Compensações criminais

21 de dezembro, o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia, concedeu a José Dirceu a aposentadoria como deputado federal. Dirceu foi uma importante figura pública e tanto é, que após sentença transitada em julgado vivia com a marca da ignomínia, tornozeleira eletrônica, atrelada. Zé Dirceu vai receber R$ 9.646 por mês, quase o dobro do teto de um trabalhador da iniciativa privada que laborou anos a fio. Solto pelo STF, aposentado... E aí. o crime compensa?

3-Indulto de natal I

A saída temporária ou o popular indulto de natal é um ato de clemência do Poder Público. É uma forma de por fim ao cumprimento de uma pena imposta a quem se enquadre em alguns requisitos. Apesar do risco social conhecido, o instituto é adotado e sabe-se, claro,  que o controle não é uma Brastemp. O governo acaba de divulgar o decreto do indulto para todo país sem saber quantos tem direito. Consultei Zé de Nana, meu especialista em xilindró e coisas tais, para saber quantos. O sempre irado foi categórico: “ninguém sabe. É uma ruma de gente que não vale (*)osta”.    

4-Indulto de natal II

A Transparência Internacional lançou nota onde afirma que “recebeu com profunda preocupação” o indulto natalino concedido por Temer em 2017. A medida “facilita sobremaneira a concessão de perdão total da pena” a corruptos. “A frustração do efetivo cumprimento das penas impostas pela Justiça sinaliza à população que, com frequência, os corruptos e poderosos podem encontrar formas de escapar da Justiça, a despeito da gravidade de seus crimes. O indulto de Natal vem beneficiando ano a ano criminosos corruptos e, em 2017, mostrou-se ainda mais leniente”. Mais?

5-Indulto de natal III

O messiânico procurador Deltan Dallagnol foi na jugular: “Temer prepara uma saída para si e para outros réus da LavaJato: agora, corruptos cumprirão apenas 1/5 da pena. O decreto ignorou o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, Ministério Público, força-tarefa da Lava Jato e Transparência Internacional. Todos se manifestaram contra aplicação do indulto ao crime de corrupção.” E vai além pelo twitter: “Não só a manifestação foi ignorada, mas a decisão do presidente foi no sentido contrário: antes corruptos precisavam cumprir apenas 1/4 da pena. Agora, irrisórios 1/5. É um feirão de Natal para corruptos: pratique corrupção e arque com só 20% das consequências – isso quando pagar pelo crime, porque a regra é a impunidade.

6-Presente de natal em janeiro

Para 50,8% dos brasileiros, Lula vai ser condenado pelo TRF-4 e 56,6% acham que, mesmo se condenado, o petista não será preso. O levantamento foi feito pelo Instituto Paraná Pesquisas de 18 a 21 de dezembro. Os entrevistados responderam se achavam que Lula seria condenado ou absolvido em 2ª instância. A presidente do STF ministra Carmem Lúcia, que seguramente não foi ouvida na pesquisa deu uma declaração estranha: “Se aparecer pedido de habeas corpus em janeiro, durante o recesso da corte, despacha na hora”.

[email protected]
Facebook Leo Ladeia II

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias