Quarta-Feira, 20 de Dezembro de 2017 - 15:40 (Colaboradores)

L
LIVRE

SENADOR VALDIR RAUPP FOGE DA GLOBO

Ao ser questionado por um jornalista da Globo sobre os escândalos em que se meteu, Raupp apressou o passo e recusou respostas.


Imprimir página

Quem viu, quem vê.

O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) já ocupou um dos metros quadrados mais disputados pela imprensa nacional. O cacique regional que já presidiu o partido com mais filiados no Brasil – 14,3% ou 16,7 milhões – segundo o Tribunal Superior Eleitoral, agora foge de jornalistas.

O acanhamento ocorre desde que Raupp começou a ser citado por delatores em esquemas de corrupção, o que o levou à condição de réu na Operação Lava Jato e a ser denunciado pelo ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot, como membro do ‘quadrilhão’ do PMDB.

Ao ser questionado por um jornalista da Globo sobre os escândalos em que se meteu, Raupp apressou o passo e recusou respostas.

Ele é um dos 30 senadores numa lista com 172 parlamentares investigados ou réus na pesquisa feita pela emissora.

Na Câmara, quase 30% estão enrolados na justiça e no Senado, perto de 40%.

Como destaque no ‘quadrilhão’ que teria desviado recursos públicos e obtido vantagens indevidas, Valdir Raupp vem experimentando o ‘vazio de não ser’ mais um poderoso cacique da política brasileira.

Em Rondônia, a perda de protagonismo favorece nomes novos como o do pastor Aloisio Vidal (Rede) na disputa por uma das duas vagas que serão abertas ao Senado em 2018. A chance do novato que teve 70 mil votos em 2014, sem estrutura partidária e grana, aumentou consideravelmente com o desgaste de Raupp.

O regabofe de fim de ano que há mais de duas décadas é oferecido à imprensa por Raupp e a esposa, deputada Marinha Raupp, atraiu bem menos profissionais da comunicação.

“Fui pra comer e falar mal, mesmo! Esse pessoal já nos sacaneou muito, nunca deixou nada pra Rondônia que não tivesse tirado sua parte”, divulgou o blog do Carlos Caldeira como comentário sobre o jantar.

Valdir Raupp se negando a aparecer na Globo não é por cérebro oco sacolejando na cabeça, mas para evitar mais constrangimento.

O ex-cacique agora atrai a atenção da imprensa só com pauta negativa.

O PMDB foi o partido que mais encolheu em 2017, perdendo quase 5 mil filiados em um ano.

Assim segue Raupp, diminuindo.

Fonte: Luciana Oliveira

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias