Quarta-Feira, 20 de Dezembro de 2017 - 15:16 (Geral)

L
LIVRE

NÚCLEO DE OPERAÇÕES AÉREAS DA SECRETARIA DE SEGURANÇA DE RONDÔNIA FORMA 10 NOVOS TRIPULANTES

O curso, com carga horária de mais de 550 horas, teve a direção e coordenação do tenente-coronel PM Lopes, chefe do NOA, do capitão PM Leandro, chefe de Operações e pelo 2º sargento BM Servanildo, tripulante do Grupo de Operações Aéreas (GOA).


Imprimir página

Dez agentes da Segurança Pública foram habilitados pelo Núcleo de Operações Aéreas (NOA) da Secretaria de Segurança do Estado de Rondônia (Sesdec) a exercer a função de tripulante, após dois meses de intensa preparação com aulas práticas e teóricas.

O curso, com carga horária de mais de 550 horas, teve a direção e coordenação do tenente-coronel PM Lopes, chefe do NOA, do capitão PM Leandro, chefe de Operações e pelo 2º sargento BM Servanildo, tripulante do Grupo de Operações Aéreas (GOA).

Presente na cerimônia de formatura realizada no Hangar do Governo no aeroporto Belmont, em Porto Velho, o secretário-adjunto de Estado da Segurança Defesa e Cidadania, Luiz Roberto de Mattos, destacou a importância da atuação do NOA no espaço aéreo do Estado e na capacitação dos novos tripulantes.

Segundo o adjunto, a aviação é uma ferramenta fundamental para a segurança pública. Através dessa atividade indispensável alcançamos êxito em operações com o resultados profícuos.

“Tudo isso se deve a dedicação destes profissionais que são diferenciados e que por isso merecem todo o nosso respeito e a nossa admiração. Esse é um momento ímpar. O Estado ganha com o tripulante formado para a atuação que é uma das preocupações do Governador Confúcio, capacitar e melhorar as condições de trabalho dos servidores”.

Os tripulantes simularam técnicas ensinadas durante cerimônia de formatura

A apresentação dos formandos foi realizada a bordo do helicóptero Falcão 2 em quatro momentos.

Os tripulantes simularam ações de rapel, técnica utilizada em resgate de vítimas em atendimentos rápidos a locais de difícil acesso, além da demonstração da técnica de “mata leão” utilizada para curtos deslocamentos, seguido da “preguiça” utilizada para deslocamentos maiores e do desembarque “pairado alto”, técnica que possibilita o desembarque em locais com obstáculos que impedem o pouso da aeronave.

Durante a solenidade de formatura, o tenente Lopes, chefe do NOA, realizou a entrega de uma lembrança em reconhecimento ao pioneiro, ainda na ativa, piloto com a maior experiência, tenente-coronel PM Leal e ao mecânico civil Francisco das Chagas, que trabalha há mais de 30 anos na aviação do estado.

Secretário adjunto, Luiz Roberto,destacou a importância da atuação do NOA

Ele lembrou-se da preparação árdua em que os candidatos a tripulantes se submeteram. Foram inscritos inicialmente 60 candidatos para 20 vagas na qual foram matriculados 18 e no decorrer do processo restaram apenas 10 candidatos. “Para desempenhar este trabalho precisa de muito conhecimento, coragem, força e determinação. Eles são mais do que vencedores. Essa nova formação vai permitir o aumento do efetivo especializado”, enfatizou tenente Lopes.

As atividades na aviação de segurança pública no estado de Rondônia, tiveram início no ano de 1998 com a Copaer da Polícia Militar. Após um período de suspensão das operações aéreas, no ano de 2009, elas foram retomadas com a criação do Núcleo de Aviação de Segurança Pública (NAVSEGP), na estrutura da Sesdec. Em decorrência das demandas e do aumento de efetivo no ano de 2013, o NAVSEGP  teve sua denominação alterada para o NOA. 

Fonte: 010 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias