NÚCLEO DE OPERAÇÕES AÉREAS DA SECRETARIA DE SEGURANÇA DE RONDÔNIA FORMA 10 NOVOS TRIPULANTES

O curso, com carga horária de mais de 550 horas, teve a direção e coordenação do tenente-coronel PM Lopes, chefe do NOA, do capitão PM Leandro, chefe de Operações e pelo 2º sargento BM Servanildo, tripulante do Grupo de Operações Aéreas (GOA).
Quarta-Feira, 20 de Dezembro de 2017 - 15:16

Dez agentes da Segurança Pública foram habilitados pelo Núcleo de Operações Aéreas (NOA) da Secretaria de Segurança do Estado de Rondônia (Sesdec) a exercer a função de tripulante, após dois meses de intensa preparação com aulas práticas e teóricas.

O curso, com carga horária de mais de 550 horas, teve a direção e coordenação do tenente-coronel PM Lopes, chefe do NOA, do capitão PM Leandro, chefe de Operações e pelo 2º sargento BM Servanildo, tripulante do Grupo de Operações Aéreas (GOA).

Presente na cerimônia de formatura realizada no Hangar do Governo no aeroporto Belmont, em Porto Velho, o secretário-adjunto de Estado da Segurança Defesa e Cidadania, Luiz Roberto de Mattos, destacou a importância da atuação do NOA no espaço aéreo do Estado e na capacitação dos novos tripulantes.

Segundo o adjunto, a aviação é uma ferramenta fundamental para a segurança pública. Através dessa atividade indispensável alcançamos êxito em operações com o resultados profícuos.

“Tudo isso se deve a dedicação destes profissionais que são diferenciados e que por isso merecem todo o nosso respeito e a nossa admiração. Esse é um momento ímpar. O Estado ganha com o tripulante formado para a atuação que é uma das preocupações do Governador Confúcio, capacitar e melhorar as condições de trabalho dos servidores”.

Os tripulantes simularam técnicas ensinadas durante cerimônia de formatura

A apresentação dos formandos foi realizada a bordo do helicóptero Falcão 2 em quatro momentos.

Os tripulantes simularam ações de rapel, técnica utilizada em resgate de vítimas em atendimentos rápidos a locais de difícil acesso, além da demonstração da técnica de “mata leão” utilizada para curtos deslocamentos, seguido da “preguiça” utilizada para deslocamentos maiores e do desembarque “pairado alto”, técnica que possibilita o desembarque em locais com obstáculos que impedem o pouso da aeronave.

Durante a solenidade de formatura, o tenente Lopes, chefe do NOA, realizou a entrega de uma lembrança em reconhecimento ao pioneiro, ainda na ativa, piloto com a maior experiência, tenente-coronel PM Leal e ao mecânico civil Francisco das Chagas, que trabalha há mais de 30 anos na aviação do estado.

Secretário adjunto, Luiz Roberto,destacou a importância da atuação do NOA

Ele lembrou-se da preparação árdua em que os candidatos a tripulantes se submeteram. Foram inscritos inicialmente 60 candidatos para 20 vagas na qual foram matriculados 18 e no decorrer do processo restaram apenas 10 candidatos. “Para desempenhar este trabalho precisa de muito conhecimento, coragem, força e determinação. Eles são mais do que vencedores. Essa nova formação vai permitir o aumento do efetivo especializado”, enfatizou tenente Lopes.

As atividades na aviação de segurança pública no estado de Rondônia, tiveram início no ano de 1998 com a Copaer da Polícia Militar. Após um período de suspensão das operações aéreas, no ano de 2009, elas foram retomadas com a criação do Núcleo de Aviação de Segurança Pública (NAVSEGP), na estrutura da Sesdec. Em decorrência das demandas e do aumento de efetivo no ano de 2013, o NAVSEGP  teve sua denominação alterada para o NOA. 

Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.