Terça-Feira, 19 de Dezembro de 2017 - 11:53 (Geral)

L
LIVRE

DOCUMENTÁRIO DESTACA A ADOÇÃO DE CRIANÇAS MAIORES

Outro aspecto destacado pela reportagem é o Projeto Apadrinhando uma História, que oferece chance de convivência familiar, apoio financeiro ou prestação de serviços às crianças e adolescentes das unidades de acolhimento.


Imprimir página

O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia lançou na última sexta-feira, 15 de dezembro, uma campanha de incentivo a adoção de crianças maiores e adolescentes e dentre os instrumentos utilizados para divulgar e mobilizar a sociedade está o documentário “Adoção Tardia”, que investiga a situação das crianças em unidades acolhedoras, os aspectos sociais e psicológicos que envolvem a adoção, as expectativa das famílias pretendentes, casos exitosos de adoção de crianças maiores (e irmãs), além de informações sobre o processo de adoção.

Outro aspecto destacado pela reportagem é o Projeto Apadrinhando uma História, que oferece chance de convivência familiar, apoio financeiro ou prestação de serviços às crianças e adolescentes das unidades de acolhimento.

A reportagem especial foi feita pela estagiária de comunicação do TJRO, Isabela Pereira, como trabalho de conclusão de curso de jornalismo. Supervisionada pela Coordenadoria de Comunicação do TJRO, desde sua proposição inicial, teve como objetivo mobilizar a sociedade para a situação das crianças em situação de destituição familiar.

Isabela obteve nota 10 na banca de avaliação, em defesa ocorrida no dia 06 de dezembro. Entre as observações dos professores da banca, estão a relevância do tema, o bom desenvolvimento da investigação e ótimo conteúdo apurado, o que leva a sociedade a ficar melhor informada sobre a situação de crianças e adolescentes em situação de abandono, maus tratos, negligência ou abuso.

Como ficou acordado com o setor de comunicação e também com os membros da banca, o documentário é uma das peças importantes de conscientização da sociedade, por isso está no canal TJRO Notícias no YouTube e pode ser compartilhado nas redes sociais para maior visibilidade do tema.

Fonte: 010 - tjro

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias