Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 - 20:06 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: CARNAVAL X QUARESMA - POR LEO LADEIA

O carnaval de 2018 está marcado para fevereiro, mas se o TRF4 revogar a sentença e Lula for declarado inocente, altera de pronto para 25 de fevereiro. O carnaval terá uma duração maior e só acabará, por coincidência, em 13 de fevereiro – Evo é Baco! – com mortadela e coxinha (só de mau) além de qualquer líquido que contenha álcool.


Imprimir página

FRASE DO DIA:

“Mais um ano chega ao fim e o STF não concluiu nenhum processo relativo à Lava Jato. Entra ano, sai ano e fica mais forte a impressão de que o STF é sepulcro dessas ações penais”. - Jornal Estadão

1-Fiat Lux (modicum)

Com a colaboração de empresas, a Prefeitura Municipal de Porto Velho fez a decoração possível e esperada para o natal. Houve melhores e até a “decoração pneumática”.

Somando-se o Palácio Rio Madeira, residências e a aguerrida rua José Camacho, vê-se um clima de natal pobre. Fazer o que? Luzes de natal ou iluminação pública em bairros, ou água, esgoto, saúde, segurança, ruas asfaltadas com transporte coletivo de boa qualidade e creches? E não adianta pedir a Papai Noel. Porto Velho precisa de 5 boas administrações sequenciadas em 20 anos para se tornar sofrível.

2-Meia-embreagem

Tacitamente suspenso o lançamento de nomes à disputa pela presidência, o país aguarda que no dia 24 de janeiro o TRF4 diga se concorda ou não com a sentença aplicada pelo juiz Moro a Lula.

O histórico revela a tendência por manter ou ampliar a sentença do juiz Sérgio Moro e o país vai se transformar numa espécie de arena onde “mortadelas e coxinhas” com a paixão própria dos de torcedores de futebol torcerão por cada voto como se fosse pênalti. É natural que assim seja na “pátria de chuteiras”. Por aqui se espera o acórdão sobre o senador Cassol que pode se livrar por “fortuna ou sorte”. Seu processo “demorou tanto” para ser julgado que pode estar prescrito.

3-Carnaval x Quaresma

O carnaval de 2018 está marcado para fevereiro, mas se o TRF4 revogar a sentença e Lula for declarado inocente, altera de pronto para 25 de fevereiro. O carnaval terá uma duração maior e só acabará, por coincidência, em 13 de fevereiro – Evo é Baco! – com mortadela e coxinha (só de mau) além de qualquer líquido que contenha álcool.

A Quaresma deve ocorrer em 14 de fevereiro - Cinzas - mas pode ser alterada se o TRF4 concordar com a sentença do Moro. Aí a Quaresma muda para 25 de fevereiro, passa pela Paixão de Cristo com a morte de Jesus, dos dois ladrões Dimas e Gestas um de cada lado e lá atrás assim do lado esquerdo – “Requiescat in pace” – Lula.

4-Rechecando a checagem

A presidente do STF mandou checar as folhas de pagamento dos magistrados, após o rolo de 84 juízes do TJ-MT. Só o juiz Mirko Vicenzo Giannotte, recebeu R$ 503 mil em julho. A partir daí os TJ’s deveriam enviar ao CNJ, cópias dos contracheques 5 dias após o pagamento mensal. Como muitos TJ’s deram uma de “João sem braço”, a ministra foi à TV e disse que é preciso identificar a “verdade remuneratória”. Saber o impacto nas folhas de pagamento. “É basicamente promover o saneamento e por outro lado, nem sempre o que está acima do teto, se tomar um dado só como vencimento de um mês que tenha gratificação natalina ela pode, somada, chegar ao extra-teto e não é ilegal”. Se você não entendeu não se sinta só. Nem eu. R$503 mil é inexplicável “cumádi”.

5-Excessos

Rodrigo Augusto de Pádua um doido obcecado por Ana Hickmann entra num hotel rende e obriga Giovana Oliveira, a assessora, a levá-lo ao quarto, atira na Giovana, imobiliza Ana e tenta matá-la. Gustavo Correa, cunhado da Ana e esposo da Giovana entra em luta corporal e consegue dar três tiros na nuca do doido.

O fato foi em maio de 2016 e agora o promotor Francisco de Assis Santiago, do MPMG vai pedir uma pena de 6 a 20 anos de prisão para Gustavo, por homicídio doloso por “excesso de legítima defesa”. Nesse caso eu acho que há “excesso de doidos”.

6-Orçamento contra vândalos

Pelo que vi em fotos postadas nas redes sociais, a Prefeitura terá que destinar um orçamento específico para cobrir danos dos vândalos contra a locomotiva instalada no Espaço Alternativo, fora a manutenção dos equipamentos públicos. Na gestão Roberto Sobrinho mudas de ipê foram plantadas em toda área e em pouco tempo sumiram. Umas arrancadas e outras cortadas para a colocação de anúncios luminosos. “Cidade de muro baixo...” reclama o Zé de Nana. Eu concordo.

[email protected]
Facebook Leo Ladeia II

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias