Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017 - 15:56 (Geral)

14
Não recomendado para menores de 14 anos

ACRE: PROFESSOR DA UFAC É ACUSADO DE RACISMO APÓS SE VESTIR DE 'NEGÃO DO WHATSAPP'

O meme usado pelo professor como fantasia é conhecido na rede social por causar risadas e sustos quando aberto nos celulares.


Imprimir página

 

Por João Renato Jácome
Ac24horas

Seria uma confraternização normal, antes da colação de grau dos alunos do curso de Medicina da Universidade Federal do Acre (Ufac). Seria. Isso se não fosse o professor Giovanni Casseb, que é médico, se fantasiar de “Negão do WhatsApp” e causar polêmica na festa dos formandos.

O meme usado pelo professor como fantasia é conhecido na rede social por causar risadas e sustos quando aberto nos celulares. Após a fotografia de Casseb começar a circular, alunos e militantes dos Direitos Humanos começaram a acusar o professor de “racista” e “preconceituoso”.

A polêmica, na opinião de Casseb, é desnecessária, já que os próprios alunos entenderam a mensagem que ele quis passar. “A aula da saudade não aconteceu na Ufac. O tema da aula era uma festa na piscina. Tem um grupo e jogavam esse meme, e as pessoas viviam caindo. Eu resolvi usar porque tinha tudo a ver”, explica.

Ainda segundo o professor, ele mesmo pediu aos alunos que não tirassem fotos e as publicassem nas redes sociais devido ao tamanho do pênis do personagem. Era uma forma de evitar polêmicas ou bloqueios na rede, já que algumas imagens são proibidas.

Para simbolizar o detalhe na genitália, o professor utilizou uma espécie de prótese. Mas Giovanni garante que não quis macular a imagem dos negros, e destaca que o alarde em torno do assunto é desproporcional. “Eu acho que está um pouco exagerada. Em nenhum momento eu tinha alguma intenção de agir com preconceito. Estou com a consciência tranquila”, completa.

Fonte: ac24horas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias