Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017 - 20:40 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: TEMER NA PINGUELA - POR LEO LADEIA

Os parlamentares catimbam e só cobram aos 45 do segundo tempo. Por sua há o projeto de lei para reonerar a folha de pagamento das empresas.


Imprimir página

FRASE DO DIA:

“Antecipar esse julgamento é uma perseguição ao Lula é má intenção mesmo”. - Deputado Carlos Zaratini Líder do PT na Câmara sobre o julgamento de Lula marcado para janeiro pelo TRF4.

1-Ré de fasto

O deputado Carlos Marun desistiu de pedir a investigação profunda contra seu arqui-inimigo Janot e a explicação é que a pressão do Planalto funcionou.

“Mais grosso que papel de enrolar pregos”, Marun foi alertado que precisa ter comedimento e jogo de cintura para ocupar o cargo de ministro com funções de assessoramento político. Deve ter caído a ficha também de que tem telhado de vidro e não pode virar pedra e aí engatou a ré de fasto. Zé de Nana tem outra explicação “O deputado pode ser doido, mas não rasga dinheiro. Vai falar de corda em casa de enforcado?”.

2-O estado desconfia do estado

Corre no STF o julgamento sobre a regulamentação das delações premiadas. Divididos os juízes se manifestam e na esteira dos votos que vão sendo postos, é perceptível a desconfiança que o “estado” tem nas suas instituições. O resultado é impossível prever até agora, mas independente de qual seja, não é ideal para o país. A pressão da sociedade e a realidade da Lava Jato acabam por influenciar a corte. Além das fogueiras das vaidades individuais eternas do STF.

3-Nova república

A liberdade de expressão garantida em lei é o maior fundamento da democracia. Um exemplo? “A hora é de ação, não de palavras. De transformar a fúria, a revolta, a indignação e mesmo o ódio em energia, para a luta e o combate. Todos a Porto Alegre no dia 24, o dia da revolta.

É hora de criar e mobilizar um, dois, três… milhares de comitês em defesa de Lula. É hora de denunciar, desmascarar e combater a fraude jurídica e o golpe político. Às ruas para ir às urnas e derrotar os inimigos da democracia, da soberania, do povo trabalhador e do Brasil. José Dirceu”. Pronto falou e ninguém morreu. A acreditarmos estará nascida a fórceps uma nova ditadura cleptocrática.

4-Reforma da previdência I

O PSDB vai fechar questão pela reforma da Previdência, ou seja poderá ou não, – sabe-se lá, como é dura a vida de um tucano! – punir quem votar contra o projeto.

Com 46 deputados, o partido sofria pressão do governo para tomar uma posição. Com o PSDB são quatro os partidos que oficializaram a decisão. Os outros PMDB com 60 deputados, PTB com 16 e PPS com 9  e vem aí mais um já que o DEM embarca na mesma canoa. Mas apesar de tudo isso o governo estuda o melhor caminho e o melhor momento.

5-Reforma da previdência II

O momento não é bom... Parlamentares estarão nas suas bases e a cobrança do eleitor por um eventual sim pela reforma, pode acarretar perda de votos e constrangimentos. O melhor é falar de emendas e comer o peru farofado com Cidra Cereser. Na volta é carnaval, o assunto esfriou e aí o governo aperta o garrote. A escolha de fevereiro só tem a ver com isso. É também o tempo para Temer sentir o pulso e agir para mimar indecisos, defenestrar inimigos e babar os amigos. E há o fator Lula que será julgado pela TRF4. Para Temer e seus aliados, um problema de cada vez.       

6-Temer na pinguela

A MP que muda a tributação dos fundos – uma arrecadação extra de 6 bilhões de reais – está na marca do pênalti. Os parlamentares catimbam e só cobram aos 45 do segundo tempo. Por sua há o projeto de lei para reonerar a folha de pagamento das empresas.

Esperto, Orlando Silva segura o relatoria e tenta deixar mais empresas com o benefício fiscal o que reduz a mordida do governo. Parado na pinguela Temer busca garantir as duas aprovações. É a grana que falta para cumprir os acordos negociados com os deputados. No desenho da equipe econômica, o projeto gera um aumento em reais de 5,8 bilhões nas receitas e economia de 3 bilhões nas despesas em 2018.

[email protected]
Facebook Leo Ladeia II

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias