Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017 - 11:15 (Polícia)

L
LIVRE

CONDENADO POR ESTUPRAR A ENTEADA MENOR, CANTOR CARLINHOS CONTINUA FORAGIDO

A menina tinha apenas cinco anos quando começou a ser abusada e só parou após o divórcio com a então esposa Cláudia. Foram cinco anos de abusos.


Imprimir página

Rio Branco - O cantor Carlinhos, condenado a 17 anos de prisão pelo estupro à enteada de cinco anos, continua sendo procurado pela polícia. A ordem de prisão do cantor foi assinada em outubro, pelo juiz Romário Divino, da 1ª Vara da Infância e Juventude de Rio Branco. Desde então, o cantor sertanejo desapareceu.

Segundo denúncia do Ministério Público do Acre (MP/AC), Carlinhos se aproveitava do momento em que a esposa ia à faculdade para abusar da criança. A menina tinha apenas cinco anos quando começou a ser abusada e só parou após o divórcio com a então esposa Cláudia. Foram cinco anos de abusos.

Procurado pelo ac24horas, Carlinhos disse que está sendo vítima de uma armação feita pela ex-esposa. O músico disse que apresentou provas disso à Justiça, mas que por culpa do Tribunal de Justiça, que tem “preguiça”, acabou condenado por um crime que não cometeu. Carlinhos diz que a ex-mulher queria voltar com ele a qualquer custo.

“Em uma convivência conturbada de mais de 5 anos com a Sra Cláudia, mãe dá vítima, resolvi por fim acabar com o relacionamento (…) e dessa separação ficou um filho que no momento tinha apenas 1 ano e 3 dias, o deixei pra traz com a maior dor que alguém pode sentir na vida, parecia que estava arrancando um pedaço de mim (sic)”, escreveu em carta ao radialista Willamis França.

A garota, que tem hoje 15 anos, concedeu entrevista exclusiva ao ac24horas dias após a ordem de prisão. Ela confirmou o estupro e deu detalhes de como tudo acontecia. Chorando, relatou que tinha medo de morrer caso contasse tudo para a mãe. Carlinhos, segundo a garota, a fotografava no banheiro e cheirava, mordia e beijava as partes intimas dela.

“Quando eu estava dormindo no meu quarto, no meio da noite, ele ficava se masturbando na minha frente, e quando eu acordava ele, me cobria para disfarçar. Ele também pegou minha mão e colocou no pênis dele, me dizendo que era legal, contou a adolescente que se diz temerosa em descobrirem quem ela é.

Fonte: 010 - ac24hororas

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias