Sexta-Feira, 08 de Dezembro de 2017 - 16:22 (Polícia)

16
Não recomendado para menores de 16 anos

PASSAGEIRO É PRESO APÓS SE MASTURBAR E EJACULAR EM MULHER EM PLENO VOO

O caso aconteceu nesta sexta-feira (8), no voo 1751, que saiu de Belém com destino a Brasília. Ele responderá por importunação ofensiva ao pudor


Imprimir página

Em pleno voo, um passageiro, 51 anos, foi preso, após aterrissagem, suspeito de se masturbar e ejacular em uma mulher que sentava ao lado dele. O caso aconteceu nesta sexta-feira (8), no voo 1751, que saiu de Belém com destino a Brasília. Ele responderá por importunação ofensiva ao pudor.

A vítima, 32 anos, contou, em depoimento à polícia, que, com 30 minutos de voo, o homem teria a acordado e puxado a mão dela. Meio desacordada, a mulher percebeu que a mão estava suja e com cheiro característico de ejaculação.

Já quando a aeronave estava em solo, a Polícia Federal foi chamada para deter o autor. As portas do aeronave foram mantidas trancadas até a chegada dos agentes. Todos os envolvidos foram conduzidos para 1ª DP, de acordo com informações do portal Metrópole.

A versão do agressor contradiz à contada pela mulher. O homem rebateu as acusações e negou que teria se masturbado. Ele disse que estava sonolento, começou a tossir e, sem querer, cuspiu em cima da vítima.

Por meio de nota, a Gol diz que repudia veementemente qualquer manifestação de violência como a ocorrida na manhã desta sexta-feira, em voo originado em Belém com destino a Brasília. “A tripulação agiu imediatamente imobilizando o agressor e, paralelamente, o comandante comunicou a Polícia Federal, seguindo para o aeroporto mais próximo onde haveria uma equipe da polícia esperando para efetuar a prisão.”

“Neste momento, a prioridade da companhia é prestar total assistência às passageiras e colaborar com as autoridades. A Gol informa ainda que está tomando todas as medidas cabíveis para buscar formas de banir definitivamente o passageiro de todos os voos da empresa”, destacou o documento.

Fonte: 010 - noticiasaominuto

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias