Sexta-Feira, 08 de Dezembro de 2017 - 10:58 (Cidades)

L
LIVRE

RODOVIA DO BOI COMEÇA A RECEBER ENCASCALHAMENTO E COMPACTAÇÃO COM ROLOS PÉS DE CARNEIRO

É uma nova etapa da manutenção das rodovias estaduais que o governador Confúcio Moura realiza.


Imprimir página

Nesta semana o Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestruutra e Serviços Públicos (DER) iniciou os trabalhos de encascalhamento e compactação com rolos pés de carneiro da RO-370, mais conhecida como Rodovia do Boi. A estrada tem 180 km de extensão ligando o município de Corumbiara, no Sul do estado, a Parecis, na Zona da Mata.

De acordo com o diretor-geral do DER, Ezequiel Neiva, a Rodovia do Boi é a via estadual responsável pela maior parte do escoamento da produção de grãos (soja e milho) em Rondônia. “É uma nova etapa da manutenção das rodovias estaduais que o governador Confúcio Moura realiza. Um serviço inédito que garante a melhor qualidade das rodovias”, frisou Neiva.

O diretor explica que o DER vinha realizando a manutenção das rodovias com os serviços de patrolamento, encascalhamento, abertura lateral e instalação de bueiros e tubos armcos na substituição de pontes velhas de madeira. E agora implementa a compactação do cascalho como nova etapa da manutenção das rodovias de terra. “A compactação com rolos pés de carneiro garante que o cascalho fique no leito da pista por muito mais tempo, mesmo no período de chuvas”, detalhou.

RO-420 (Linha D) – Nova Mamoré a Buritis

Outra frente de serviço atua recuperação da RO-420 (Linha D), de Nova Mamoré até o município de Buritis, passando pelos distritos de Nova Dimensão e Jacinópolis. Essa estrada também tem 180 km de extensão.

Ainda de acordo com Neiva, a agropecuária é a grande indústria que movimenta a economia de Rondônia. Destaca que a base da economia rondoniense vem do campo. Afirmou que o governo tem dado condições para o escoamento da produção e que agora acrescenta a compactação do cascalho como mais uma novidade na manutenção das rodovias de terra.

Fonte: 012 - SECOM GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias