Sexta-Feira, 01 de Dezembro de 2017 - 18:46 (Polícia)

18
Não recomendado para menores de 18 anos

MENINA MANDA CARTAS PARA VIZINHOS E DENUNCIA AGRESSÕES DO PAI - 'VOCÊS NÃO OUVEM OS GRITOS?'

“Oi, eu esqueci de fala (sic) tudo. Mas ele deu um chute no meu olho e quebrou o meu nariz. […] Tenho prova. Ele está quebrado até hoje e pode denunciar amanhã de manhã”, diz trecho de outra carta.


Imprimir página

VÁRZEA GRANDE - O suspeito, que tem 40 anos, foi detido e negou as denuncias da filha. Segundo a PM, o pai já possui passagens por ameaça e maus-tratos.

Uma menina de 12 anos denunciou, em cartas enviadas aos vizinhos, agressões sofridas pelo pai em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá. O suspeito, de 40 anos, que não teve a identidade divulgada, foi detido e negou as agressões. Segundo a Polícia Militar, ele possui passagens por maus-tratos e ameaça.

O caso foi acompanhado pelo Conselho Tutelar, que participou do resgate da menina. Ela segue sob a guarda da instituição até que o caso seja investigado.

Na carta, a menina chega a dizer que prefere o pai morto para que as agressões cessem. Ela ainda afirma que levou um chute no olho e teve o nariz quebrado pelo pai.

Em outro trecho, a menina diz que não vê a mãe há dois anos e relata que o pai tem pensado em se mudar para a região norte do estado.

Ao ser resgatada pela polícia, a menina contou que o pai a ameaçava, a agredia e que, por algumas vezes, ele ia até o quarto para dormir com ela.

Num novo bilhete, a menina conta que era agredida com chutes no olho e no nariz e pede que o vizinho denuncie o pai.

“Oi, eu esqueci de fala (sic) tudo. Mas ele deu um chute no meu olho e quebrou o meu nariz. […] Tenho prova. Ele está quebrado até hoje e pode denunciar amanhã de manhã”, diz trecho de outra carta.

Segundo a PM, a menina foi encontrada com uma luxação no nariz. Na casa onde ela estava foram encontradas munições de calibre restrito. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: Anderson Nascimento, com informações g1

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias