Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017 - 16:41 (Cidades)

L
LIVRE

SORTEIO DE ENDEREÇOS DO RESIDENCIAL CRISTAL DA CALAMA, EM PORTO VELHO, É A PENÚLTIMA FASE DO EMPREENDIMENTO NO PROGRAMA MORADA NOVA

O sorteio de endereços aconteceu na sede social do Sindeprof e revelou à 206 pessoas onde elas irão morar em breve. A previsão de entrega das casas é o próximo mês, quando o acesso ao residencial deve ser concluído.


Imprimir página

Natália Santos tem duas filhas e durante muito tempo morou com elas no bairro Mucambo, no centro de Porto Velho. Porém isso mudaria em 2014, quando a maior enchente do Rio Madeira destruiu praticamente tudo. Além das filhas, ela só conseguiu salvar uma geladeira. Morando de aluguel, ela decidiu então concorrer a uma casa pelo programa Minha Casa, Minha Vida, através do Morada Nova em Rondônia, até que o grande dia chegou.

Sorteada para o residencial Cristal da Calama, cada passo é comemorado com muita alegria, inclusive este em que ela soube o qual seria a sua casa dentro do empreendimento. “O sorteio foi no dia do meu aniversário de 30 anos. Foi o melhor presente que eu poderia receber”, revelou.

O sorteio de endereços aconteceu na sede social do Sindeprof e revelou à 206 pessoas onde elas irão morar em breve. A previsão de entrega das casas é o próximo mês, quando o acesso ao residencial deve ser concluído. Com isso restam pouco mais de 900 pessoas, já com financiamento aprovado, a serem sorteadas para vistoria e mudança para o novo lar. “São 2.941 unidades. Nós fizemos um sorteio de endereços de 1.763 delas e agora foram 203 mais três que desistiram no primeiro, somando 206 novos quase moradores, totalizando 1.969. O próximo passo é a vistoria, que acontece nos dias 27 e 28, no período da manhã. Desse processo faltarão apenas 972 famílias a conhecerem os endereços”, explica José Gadelha, coordenador de habitação da Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social (SEAS).

A secretária adjunta Seas, Vilma Alves, acompanhou de perto o sorteio e evidenciou que esta é a penúltima etapa do empreendimento em Porto Velho, mas que ainda há muito trabalho a ser desenvolvido em todo o estado. “O programa Minha Casa, Minha Vida, no primeiro momento, era para oferecer pouco mais de 5 mil unidades habitacionais. Porém, houve o interesse do governo do estado em criar, o programa Morar Melhor para contratar mais unidades habitacionais. Foram 121 milhões de reais disponibilizadas só em Rondônia para chegar às 20 mil unidades contratadas, projeto em andamento desde 2011 e o objetivo é que até o próximo ano a gente faça a entrega de todas elas”, explicou.

Programas Habitacionais

Ao todo são 30 residenciais, uns em construção e outros já entregues em todo o estado, com aproximadamente 20 mil unidades habitacionais distribuídas em sete municípios (Porto Velho, Ariquemes, Cacoal, Ji-Paraná, Vilhena, Rolim de Moura e Jaru). Ao todo são pouco mais de 18 mil casas na área urbana e aproximadamente 1500 na área rural.

Fonte: 010 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias