Segunda-Feira, 20 de Novembro de 2017 - 08:33 (Colaboradores)

L
LIVRE

RONDÔNIA E O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Hoje é um dia de tomar consciência do quão Rondônia deve ao povo afro-descendente.


Imprimir página

Pensemos nas nossas raízes: os barbadianos da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, os quilombolas do Vale do Guaporé, a heroína Tereza de Benguela, a Irmandade do Divino (que ainda hoje realiza a monumental procissão, uma tradição das mais remotas e significativas da Amazônia), os caboclos e mamelucos que povoaram Rondônia desde os ciclos da borracha...

Tudo isso somos nós, apesar de tantos acharem que são "pioneiros" por comporem a odisseia da ocupação se esquecendo de várias páginas da nossa cultura e verdadeira história. 

Pensemos também nos negros de hoje que - aos poucos e com muitas lutas - ocupam o merecido espaço na sociedade. A eles, todos os vivas! 

A segregação e o olhar de cima para baixo ainda existem, sim. E nos aviltam! Pensemos! Nos afetemos com isso!

E a única saída para a plena libertação dos negros das amarras todas do preconceito e do apartheid é a educação redentora.  Educação para eles e para quem os oprime. Para todos! 

Júlio Olivar, escritor, membro da Academia Rondoniense de Letras

Fonte: Júlio Olivar/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias