Sexta-Feira, 28 de Outubro de 2016 - 22:15 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

EM ABORDAGEM, PRF LOCALIZA DUPLA QUE MATOU POLICIAL MILITAR NA ZONA LESTE (VIDEO)

O crime aconteceu no sábado (22), mas por causa da Lei Eleitoral a dupla não pode ser presa. Lamentável.


Imprimir página

Porto Velho, RO - Durante a noite desta sexta-feira (29) policiais da PRF estava realizando patrulhamento ao longo da BR-319, quando avistou dois homens e uma mulher, além do próprio motorista do táxi, e resolveram realizar uma abordagem rotina. Um dos Policiais Rodoviários reconheceu a dupla através da fotografia publicada neste Jornal Eletrônico, que aponta a dupla como autores de um crime contra o policial Trindade, que aconteceu no sábado (22).

Segundo as informações, a PRF estava realizando patrulhamento e avistou o táxi. Neste momento, os PRF resolveram realizar uma abordagem de rotina, e para surpresa, diante dos olhos dos policiais havia dois suspeitos apontados por policiais da Delegacia de Homicídios contra a execução do SD PM Trindade. A dupla identificada como, Alisson França Araújo, José Osmir da Silva Junior e a esposa de um dos suspeitos foram detidos e encaminhados para a Central de Flagrantes.
 
A dupla confessou a autoria do crime e também assumiram que subtraíram a pistola do policial, mas negaram que o crime tenha sido motivado por alguma vingança, tendo em vista que a linha de investigação também apontava para este rumo. "Não meu senhor, nós só executamos ele por que ele reagiu e puxou a pistola. Nós nem sabíamos que ele era policial. Na hora que ele puxou a pistola nos recuamos. Nossa intenção era somente roubar a motocicleta dele e acabou dando nisso", afirma a dupla. Indagados sobre a pistola do policial, "Jogamos ela em um córrego bem próximo do local, pois sabíamos que ia dar mer...". A dupla também afirmou que estava fugindo para Humaitá-AM, pois eles temem por suas vidas.
 
Na Central de Flagrantes a equipe de reportagem conversou com a dupla, e em seguida prestaram esclarecimentos para agentes da Delegacia de Homicídios. De acordo com o Art. 236 do Código Eleitoral - Lei 4737/65, nenhuma autoridade poderá, desde 5 (cinco) dias antes e até 48 (quarenta e oito) horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.
 
Por causa desta lei, a polícia não pode fazer nada. Um policial que preferiu não se identificar e é formado em direito lamenta o caso é afirmou, " infelizmente quem perdeu nessa história foi nosso irmão de farda, parece até brincadeira, mas a dupla, assim como aquele outro que é acusado de matar o policial Bianor no espaço alternativo, foram localizados no mesmo dia, mas por causa desta lei, eles não podem ser presos", lamenta.

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias