Quinta-Feira, 12 de Maio de 2016 - 10:15 (Política)

L
LIVRE

VOTAÇÃO DO IMPEACHMENT: LEIA O QUE DISSE ACIR AO PROFERIR SEU VOTO NO SENADO

Acir disse ainda que o povo quer mudança, com as reformas tributárias e política, sem desvios de recursos e sem corrupção. Com isso, Gurgacz votou admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).


Imprimir página

Acir Gurgacz (PDT) foi um dos senadores da república que ganharam elogios do presidente da Mesa Diretora do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB) por reduzir o tempo na tribuna e realizar um discurso enxuto. O pedetista também prestou elogios a Calheiros pela forma que vem conduzindo o processo, afirmou que, junto com o Supremo Tribunal Federal (STF), o Senado precisa trabalhar duro, assegurando o direto de defesa da presidente e julgando com calma e critérios técnicos o impeachment para que seja possível “virar a página da crise”.

Acir disse ainda que o povo quer mudança, com as reformas tributárias e política, sem desvios de recursos e sem corrupção. Com isso, Gurgacz votou admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Leia na íntegra o discurso do senador de Rondônia proferido na tarde dessa quarta-feira (11):

A sociedade nos chama a responsabilidade para conduzir o país para os caminhos da democracia e a retomada do crescimento econômico. Como sempre digo, quando os políticos brigam, quem perde é a população. Desde as eleições de 2014, por conta dessas brigas, o Brasil está praticamente parado. Tenho feito enorme para continuar trabalhando, confesso que tem sido difícil. Nada anda na velocidade que gostaria. Nada anda na velocidade que a população brasileira, e principalmente a população do meu estado de Rondônia, gostaria que andasse. A crise política contamina a economiza e paralisa o nosso país. Esta crise vem se arrastando há muito tempo e a população não aguenta mais e nos cobra respostas, e ações para as questões da saúde pública, da educação, do transporte, da moradia, da inflação e principalmente do emprego. E de todas as outras questões, essa sim são reais que afeta a vida de todos, afeta o dia-a-dia de todas as famílias do nosso país.

Os brasileiros e as brasileiras, com toda razão, querem saber dos resultados práticos dos nossos trabalhos para melhorar a vida de cada um. O Brasil quer voltar a crescer, precisa de paz e tranquilidade para continuar produzindo nas lavouras, nas indústrias, no comércio, no setor de serviços e em todas as atividades que fazem girar a nossa economia e principalmente gerar empregos. Os brasileiros já não suportam mais essa crise política, moral, ética e econômica. E aqui, lembro o nosso saudoso, Leonel Brizola, fundador do PDT. Que dizia: Quando tiveres dúvida para que lado seguir, siga o povo!. O povo do meu estado de Rondônia, e do Brasil, quer essa mudança. Uma mudança pautada na redução dos juros, numa reforma tributária para valer, com a redução real da carga de impostos. Uma reforma política ampla, aperfeiçoando os mecanismos eleitorais que traga mais eficiência na gestão pública com mais resultados, sem desvio de recurso, e principalmente sem corrupção. Essa é uma cobrança que venho cobrando a muito tempo do governo e que infelizmente não acontece.

Reconheço o esforço do governo para melhorar a nossa economia. Também reconheço as obras e as ações realizadas no nosso estado de Rondônia. Entretanto, não tem como mais repactuar, a governabilidade entre o atual governo e o Congresso Nacional. Infelizmente, esse cabo de força criado entre a oposição e o governo está levando a nossa economia pra uma perigosa recessão que ameaça o setor produtivo, e traz de volta a inflação e o desemprego. Por isso, na atual fase do julgamento do processo de Impeachment, voto pela abertura aqui no senado. Dessa forma, vamos juntos com o Supremo Tribunal Federal, assegurar o direito de defesa da presidente Dilma Rousseff e julgar com calma, critérios técnicos, para que possamos virar essa página e tirar o Brasil desta crise.

Esta é uma das funções mais nobres do senado, senhor presidente. A de em momentos de crise, ser o poder modelador, a câmara alta, onde as questões mais importantes do nosso país são julgadas e resolvidas de maneira justa e equilibrada. Vamos mostrar ao Brasil e ao mundo, que no senado todos tem o direito de defesa, que as leis são respeitadas, e que a população pode ter certeza que os valores morais, étnicos e democráticos, são preservados. Vamos trabalhar duro para virar esta página, e tirar o Brasil desta encruzilhada. O Brasil é bem maior que todas as crises e vamos juntos superar esse momento. Por tanto, expresso o sentimento majoritário da população brasileira em particular a população do meu estado de Rondônia que clama por essa mudança. Ao mesmo tempo, renovo o desejo de poder apresentar a população um novo projeto político pautado nas bandeiras históricas do nosso PDT. Que tem o ser humano como medida de todas as outras coisas. Um novo projeto político que juntos, com cada brasileiro e brasileira, possamos trabalhar e construir um presente e um futuro melhor para nós, nossos filhos e netos. Muito obrigado, senhor presidente!. 

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias