Sexta-Feira, 06 de Maio de 2016 - 15:22 (Política)

L
LIVRE

DEPUTADO JESUÍNO RECEBE DENÚNCIA SOBRE CARGA HORÁRIA EXCESSIVA DE PMS QUE ATUAM NO FÓRUM CRIMINAL

Os servidores entram de serviço às 7h diariamente, de segunda a sexta, porém, não tem previsão de qual horário irão voltar para casa.


Imprimir página

Chegou ao conhecimento do Deputado Estadual Jesuíno Boabaid (PMN) denúncia que trata sobre a carga horária excessiva em que Policiais Militares lotados no Fórum Criminal de Porto Velho estão sendo submetidos. De pronto o parlamentar comprou a briga e já iniciou os procedimentos para buscar maiores informações sobre a problemática, bem como oficializou documentos para o Comandante Geral da Polícia Militar, CEL PM Ênedy Dias de Araújo e ao Secretário da SESDEC, Dr. Reis.

Consta na denúncia que os Policiais Militares, tanto do sexo masculino, quanto do sexo feminino, estão sendo submetidos a uma escala de trabalho exorbitante e exaustiva. Os servidores entram de serviço às 7h diariamente, de segunda a sexta, porém, não tem previsão de qual horário irão voltar para casa. Nos dias em que ocorrem julgamentos ou custódia, os trabalhadores precisam ficar até o término das atividades. “Nossos maridos saem de casa e não tem hora pra chegar, e o pior, se arriscando na madrugada, armados, a mercê da criminalidade” relata a denunciante em documento enviado ao gabinete do Deputado Jesuíno Boabaid. Outro ponto que agrava ainda mais a situação é no que se refere ao não pagamento de horas extras para os Militares.

Para Boabaid, o próprio Tribunal do Estado de Rondônia (TJ-RO), uma vez que é beneficiário direto das atribuições dos Policiais Militares dentro do fórum, poderia estudar a possibilidade do próprio Tribunal, pagar regularmente a jornada extraordinária, mediante convênio a ser formalizado com o Estado.

Como Deputado Estadual e Presidente da Comissão de Segurança Pública, Jesuíno Boabaid encaminhou ofício ao Comandante Geral da Polícia Militar, CEL PM ênedy e também ao Secretário de Segurança, Defesa e Cidadania (SESDEC) Dr. Reis, solicitando informações quanto à denúncia ora recebida. “Estarei junto aos servidores buscando entender melhor o problema enfrentado, vindo a buscar solução que melhore o trabalho do Policial Militar. É inaceitável que o trabalhador seja exposto ao trabalho excessivo, sendo que não está sendo pago pelos seus serviços extras” finalizou o Deputado.

Fonte: Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias