Quarta-Feira, 16 de Março de 2016 - 08:42 (Política)

L
LIVRE

ROLIM DE MOURA - MAMÓGRAFO FICA EM ROLIM DE MOURA, DIZ PREFEITO EM ENTREVISTA

O Prefeito falou também sobre a taxa de coleta, transporte e destinação dos resíduos sólidos


Imprimir página

Em entrevista realizada na manhã desta terça-feira (15/03), na rádio 104,9 Rolim FM, no programa Pinga Fogo, apresentado pelos radialistas Aldo Júlio e Lucélio Campos, o Prefeito de Rolim de Moura (RO), Luiz Ademir Schock, prestou esclarecimentos à população, respondendo dúvidas dos ouvintes.

O prefeito iniciou respondendo sobre a suspensão da energia elétrica nos órgãos municipais.  De acordo com o prefeito, quando assumiu em julho de 2015, ele já havia alertado a todos que a crise iria chegar em Rolim de Moura. “O corte de energia em nossos prédios públicos só mostra que realmente estamos em crise. Eu tive que optar em pagar os servidores que são pais de família e precisam do dinheiro ou deixar cortar a energia. Optei em pagar os nossos servidores, mas já estamos resolvendo o problema das contas da Eletrobrás” disse o prefeito.

O Prefeito falou também sobre a taxa de coleta, transporte e destinação dos resíduos sólidos, “Taxa de Lixo”,  lembrando que o lixo produzido é de responsabilidade de quem o produz e a adequação do município a Lei nº 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Ele lembrou ainda que a taxa é anual.

O ponto chave da entrevista, foi o questionamento quanto a possibilidade de ter o aparelho de mamografia sendo retirado da cidade e levado para outro município, que de acordo com o vereador Sergio Sequessesabe “o Prefeito tem feito vista grossa.” Diante disso, o Prefeito esclareceu que em 2015 foi feito um projeto e apresentado junto a Agevisa – Agência Estadual de Vigilância em Saúde, para que a sala seja baritada, onde é passado uma película de chumbo para conter o radioatividade e o Prefeito questionou o vereador, por qual razão o mesmo não solicitou junto a Agevisa para agilizar o processo, o prefeito criticou o vereador prestar um desserviço à sociedade, pois poderia estar ajudando e contribuindo para bom andamento da cidade e bem-estar dos munícipes.

“Estamos licitando e dentro de alguns dias a empresa irá baritar a sala e  logo o mamógrafo estará funcionando, portanto o aparelho não sairá da cidade.” Afirmou o Prefeito, que tem demostrado enorme preocupação com a saúde da mulher rolimourense. Por fim o prefeito pediu a união dos poderes para que o município possa sair da crise.

Fonte: Ricardo Barros Silva

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias