Quinta-Feira, 04 de Fevereiro de 2016 - 16:21 (Educação)

L
LIVRE

ESCOLA JOÃO BENTO DA COSTA APROVA MAIS DE 80 ALUNOS NA PRIMEIRA CHAMADA DO SISU, MAIS DE 120 NA PRIMEIRA CHAMADA DO PROUNI E MAIS DE 100 NA UNIR

Segundo os alunos aprovados o mérito é todo para os Professores, pois se sabe que eles são os que promovem a diferença, a começar pela Primeira Série do Ensino Médio


Imprimir página

A Escola Pública João Bento da Costa no Município de Porto Velho - atualmente tendo como gestores Chiquinho Lopes e Lady Fanne Salcedo Ribeiro - mais uma vez comprova que os alunos quando bem trabalhados conseguem se superar nas melhores Universidades do país.Não é a primeira vez que a escola se destaca em número de aprovações via SISU,PROUNI e UNIR através do Projeto Terceirão que teve como Professores atuantes nas turmas Thalles Gomes,Vagson Cação,Luciano Ferreira,Mônica Cristina,Miguel Gomes, Arimatéia Dantas,Kleber Lima, Soniamar Salin,Carlos Moreira,José Nazareno,Roberto Amaral, Russimeire, Geane,Francisca Taveira,Marivaldo Rodrigues,Walfredo Tadeu , Aucenei Fonseca,Doralice Mendonça e Layde Nascimento. Os alunos do JBC a cada ano superam-se sendo aprovados em Universidades como UFRJ,UFMT,UFAM,UFPB,UFMS,UESPI,UFG,FURG,UFPI,UFPB, entre outras tantas mais. Nesse ano o destaque ficou para o grupo de Engenharia, pois da Mecatrônica à Elétrica houve um grande número de alunos aprovados além de Medicina, Direito, Medicina Veterinária, Enfermagem, Ciência da Computação, Zootecnia, etc.

No PROUNI foram mais de 120 aprovações que também passaram por diversos cursos, tais como: Direito, Odontologia, Medicina, Enfermagem, Engenharia, Mecânica, Engenharia Civil, Engenharia Mecatrônica entre tantos outros em Faculdades como UNIP, UNIVALE, PUC/MG, PUC/SP, UNIRB, UNOESTE, FIMCA, FSL, UNIRON, UNIANDRADE, UNNESA, ULBRA, FARO, FACVEST, UNESC, UNIGRAN, UNICSUL, ou seja, atualmente há alunos JBC nos quatro cantos do país, superando muitas Escolas Privadas no Município de Porto Velho.

Já na UNIR que utiliza nota direto via o Enem, também teve mais de 100 aprovados na primeira chamada e segundo os próprios alunos, mais haverá, pois uma grande parte ainda espera ser chamado nas próximas chamadas.

Segundo os alunos aprovados o mérito é todo para os Professores, pois se sabe que eles são os que promovem a diferença, a começar pela Primeira Série do Ensino Médio, passando pela segunda e chegando ao Terceirão onde uma equipe trabalha de forma coesa e responsável sem nenhum Bônus do Governo do Estado pelo trabalho que ali realizam, mas buscam o sucesso de cada jovem de forma única e, de forma unânime houve elogios para os Educadores – entre eles - Vagson que segundo os mesmos deixa o Projeto nesse ano tomando posse no IFRO, considerado por muitos uma grande perda para o Projeto. A alegria das aprovações é geral como se percebe na fala de alguns alunos:

Roberta Chrystiane Gima muito feliz expõe sua alegria nas redes dizendo: “Eu consegui! Fui aprovada em Engenharia de Energias Renováveis na UFPR pelo SISU, pré-selecionada, com bolsa integral, em Engenharia Florestal na FARO pelo PROUNI e aprovada também em Administração na UNIR. É claro que isso não seria possível sem o conhecimentos que me foi dado pelos competentes professores do ‪JBC que "pegavam no pé" toda hora e nem nos feriados nos davam sossego. Hoje posso dizer que valeu a pena cada cineminha e passeiozinho que perdi para ficar em casa com a cara no livro, pois hoje, eu posso me declarar uma universitária.”

Já Jeniffer Jacone é só elogios para a “mãezona” do terceirão – Profª.Soniamar – pois declara que a professora não mede esforços para ajudá-los dentro e fora de suas aulas atendendo-os prontamente quando solicitada e, que é a Professora que os auxilia em inscrições,que os mantém informado sobre datas,chamadas e,que provavelmente sem a ajuda da mesma, muitos ficariam sem inscrever-se nos programas,pois ela os alerta o tempo todo sobre como efetuar suas inscrições nos respectivos Programas.

Andreia Oliveira diz: “Feliz, passei na UNIR ! todo esforço, toda dedicação valeu a pena. Minha imensa gratidão em primeiro lugar a Deus, sem ele não teria tido graça para ir até o fim de uma pequena etapa. E minha gratidão a todos da equipe de professores do JBC que sempre fizeram o seu melhor por seus alunos”

Adva Andressa é outra a expressar toda sua felicidade dizendo: “Passeeeeeeeiiiii

Engenharia Civil - Aprovada na UNIR e pré-selecionada na FARO com bolsa 100 %. "Meu sonhooooooo! Obrigadaaa meu Deus! Obrigada a todos os professores que me ajudaram Soniamar, Nilton, Arimatéia, Kleber, Nelma, Juh, Mônica Miguel, Maria Lady, Doralice, Wal Regina, Fran, Sonia, Simone, Tainan, Robson... muito obrigado mesmo!!!"

De maneira geral,todos os alunos aprovados no JBC são só alegrias e agradecimentos à equipe JBC ,pois apesar de pegarem “pesado” conforme ressaltaram, sabiam como incentivar e melhorar o desempenho dos que já se encontravam cansados e desanimados,quase desistindo no meio do caminho.Problemas disseram ter encontrado muitos,inclusive falta de espaço adequado para estudarem fora do horário,mas conseguiram superar e alertam o Governo do Estado para que dê mais atenção a essa escola,pois as salas são enormes com uma faixa de 100 alunos o que torna o ambiente mais quente ainda e às vezes insuportável para um bom rendimento;auditório que não comporta todos os alunos do Projeto na realização de aulões e, biblioteca muito pequena também não comportando o número de alunos existentes no ambiente escolar,muitas vezes impedindo-os de estudarem dentro da escola.

Dar oportunidade a alunos de escola pública para que os mesmos concorram em igualdade de condições junto a discentes de escolas privadas é o caminho que o JBC vem tomando há anos e, um exemplo a ser seguido, embora a Educação não deva estar voltada apenas para avaliações externas ,é uma necessidade essa preparação,tendo em vista o ENEM ter se tornado o único meio de ingresso em Universidades e/ou Faculdades para alunos de Escolas Públicas e carentes.

Como Paulo Freire diz: "Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção”. E,isso é o que o JBC faz,cria as possibilidades para que o Discente prossiga nos seus estudos em busca de uma sociedade melhor.

Fonte: soniaamar

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias