Quarta-Feira, 02 de Setembro de 2015 - 14:39 (Geral)

TRANSPOSIÇÃO: COMISSÃO DE RONDÔNIA TRARÁ DE BRASÍLIA NOTIFICAÇÕES DEVOLVIDAS PELOS CORREIOS

A reunião em Brasília teve a participação da Presidente da Comissão Especial dos ex-Territórios Federais de Roraima, Amapá e Rondônia (Ceext), Neleide Abila, do Procurador do Estado de Rondônia, Luciano Alves, e do Sindicalista Anderson Pereira, membros da Comissão Estadual de Suporte à Transposição. Pereira esteve acompanhado dos advogados Gabriel Tomasete e Cristiano Polla.


Imprimir página

Impasse nas notificações de servidores públicos de Rondônia que tiveram analisados seus processos de Transposição pautou reunião nesta quarta-feira (02/09) no Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG), quando ficou decidido que as notificações que retornaram a Brasília sem que chegassem aos servidores via Correios serão entregues à Comissão Estadual de Suporte à Transposição para fazer chegar aos servidores, à fim de que tomem ciência do indeferimento ou deferimento de seus processos.

A reunião em Brasília teve a participação da Presidente da Comissão Especial dos ex-Territórios Federais de Roraima, Amapá e Rondônia (Ceext), Neleide Abila, do Procurador do Estado de Rondônia, Luciano Alves, e do Sindicalista Anderson Pereira, membros da Comissão Estadual de Suporte à Transposição. Pereira esteve acompanhado dos advogados Gabriel Tomasete e Cristiano Polla.

As correspondências que retornaram a Brasília, por razões como incorreção e não atualização de endereços, devem ser entregues ainda na nesta quarta-feira ao Procurador de Rondônia Luciano Alves, para serem encaminhadas à Superintendência de Gestão de Pessoas, que está localizada no Complexo Rio Madeira. A Comissão agendará uma reunião com os sindicalistas membros para auxiliarem na comunicação com os servidores. 

Luciano Alves explica que essas notificações se referem aos processos administrativos dos servidores que tiveram seus nomes relacionados em uma das atas divulgadas pela Ceext e que ainda não haviam recebido a notificação. “A Comissão Estadual, juntamente com a equipe técnica do setor de recurso humanos do Estado, se encarregará de dar ciência do resultado dos processos administrativos aos servidores – o que não foi possível via  Correios”, acrescentou o Procurador.

AGILIDADE

Na oportunidade, o sindicalista Anderson Pereira solicitou à representante do Ministério do Planejamento, Neleide Abila,  agilidade nos processos já analisados, e já publicados em atas, no sentido de sair as portarias no Diário Oficial para o enquadramento e a implementação na folha de pagamento da União, o que, segundo ele, “é o que o servidor mais anseia”. Anderson ainda destacou que “a reunião foi fundamental para resolver um impasse que vinha gerando ansiedade aos servidores que aguardam o resultado da análise de seus processos”, concluiu.

Fonte: Lucas Tatui

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias