Terça-Feira, 01 de Setembro de 2015 - 08:21 (Colaboradores)

RIBAMAR ARAÚJO E MARIA SIMÕES: COMO CAIR FORA DO PT?

Em Porto Velho, mais motoqueiros foram jogados no João Paulo II, com ferimentos graves. Todos os anos o Brasil perde entre 45 e 50 mil pessoas em acidentes. Até quando?


Imprimir página

O encolhimento do PT pode ser um dos grandes fenômenos da política, se houver  mesmo uma janela para troca de legendas. Em Rondônia, é notório o afastamento de nomes tradicionais, que não querem se ver envolvidos em denúncias e rolos denunciados seguidamente. Há casos notórios. O primeiro, o do deputado Ribamar Araújo, que tem sido apontado como um provável candidato à Prefeitura da Capital, com chances reais de chegar lá. Menos por um detalhe: Ribamar é do PT, não conseguiu sair do partido e se o deixar, pode perder seu mandato. Há muitos anos que ele não tem mais clima dentro da sigla. Foi ele, aliás, um dos primeiros a entrar em confronto com o comando do seu partido, quando começaram as denúncias na administração do ex prefeito Roberto Sobrinho. Correndo o risco de ser expulso (e houve várias tentativas nesse sentido), Ribamar manteve suas posições. Reeleito para a Assembleia, ele sabe que o maior entrave para uma participação com possibilidades reais de  se eleger em Porto Velho, é a sua sigla. Poucos acreditam que um petista, mesmo um de oposição dentro do próprio partido, que nunca se envolveu em qualquer rolo, possa ter sucesso nas urnas. Ribamar tem um eleitorado cativo. Como petista, pode entrar na vale comum dos outros políticos do partido, que estão em queda livre, da Presidente Dilma ao ex Presidente Lula.

Em Cacoal, já outro caso grave. A combativa vereadora Maria Simões, petistas de raiz, fundadora do partido, entrou na Justiça Eleitoral, pedindo para sair do PT. Alega que não tem mais clima para ficar e que está sendo perseguida, por ter feito pesadas denúncias não só contra o prefeito de sua cidade, o Padre Franco, como contra dirigentes e membros da sigla. Nomes fortes do petismo está querendo cair fora. Quem sobrará? No ano que vem, saberemos...

PREÇOS ABUSIVOS

O ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, anunciou na semana passada, quando visitou a hidrelétrica de Santo Antonio, que haveria diminuição nas contas de luz em Rondônia. Saiu a decisão: 18 por cento a menos naquelas de consumo mais alto, as de tarja vermelha. O consumo extra caiu de 5,50 reais para 4,50. Não deixa de ser uma pequena diminuição, mas que ninguém se engane: os preços abusivos cobrados pela Eletrobras Rondônia vão continuar. O rondoniense continuará pagando valores altíssimos. Um  pouquinho menos exagerados, mas ainda assim, abusivos!

NOVO APAGÃO

Por falar em Eletrobras Rondônia, na tarde desta segunda ela “brindou” o porto velhense  com mais um apagão. Foi menos intenso e mais rápido do que ocorreu no início de agosto, mas o mês terminou com outra vez a Capital e várias localidades ficando sem energia. Em Porto Velho, foi o caos no trânsito. No meio da tarde, com um número impressionante de veículos circulando pela cidade, todos os sinais de trânsito pararam de funcionar ao mesmo tempo. Por muita sorte não houve acidentes mais graves. As causas do novo apagão? Mistériooooooooooo.....

VIDAS QUE SE VÃO

Mais vidas perdidas, mais famílias desesperadas, mais gente de todas as idades ficando aleijadas para o resto da vida, em dezenas de acidentes de trânsito no final de semana. Num só deles, entre Itapuã e  Ariquemes, três pessoas morreram quando dois carros bateram de frente, em alta velocidade, na BR 364. Na Ro 010, que tem se transformado numa das mais perigosas rodovias estaduais, outra morte, a de um jovem professor. Em Porto Velho, mais motoqueiros foram jogados no João Paulo II, com ferimentos graves. Todos os anos o Brasil perde entre 45 e 50 mil pessoas em acidentes. Até quando?

NÃO É INVENÇÃO!

Quando se comenta que há coisas que só acontecem em Rondônia, há quem ache exagero. Mas essa que aconteceu em Guajará Mirim é demais. Um preso ligou de dentro da sua cela para a diretora da Casa de Detenção, exigindo que lhe fosse permitidas visitas. O detento se passou por seu advogado, mas o  golpe foi descoberto. Na cela, foi encontrado o celular, chips e carregadores. Lá estavam as várias ligações para o número da diretora. É incrível como os presos, de dentro das cadeias, comandam o crime fora delas, via celular. Agora, estão até fazendo arremedo, ligando para os diretores.

PISCINA LIMPA

Depois que a coluna comentou o abandono da piscina da mansão alugada para abrigar meninas em conflito com a lei, a direção da instituição, sensível aos apelos dos pais das garotas que estavam preocupados com o risco de que elas poderiam ser contaminadas pela dengue, mandou fazer uma limpeza geral no local. Por isso, é sempre bom considerar que as críticas feitas ao serviço público, muitas vezes servem para alertar as próprias autoridades, sobre medidas que deveriam ser tomadas e não o foram. No caso da piscina suja, a direção do local entendeu que o alerta serviu e mandou resolver o problema. Merece aplausos.

PERGUNTINHA

Quando será que a Eletrobras Rondônia vai contar o grande segredo, escondido a sete chaves, do que realmente aconteceu para provocar o grande apagão de agosto, que deixou pelo menos 34 cidades do Estado completamente no escuro?

Fonte: Sérgio Pires - Opinião de Primeira

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias