Sexta-Feira, 26 de Junho de 2015 - 09:05 (Cidades)

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO É DEBATIDO EM AUDIÊNCIA PÚBLICA

A audiência começou com a explanação acerca do tema com o Engenheiro Agrônomo Edmundo Machado da ECP, e logo em seguida, o Engenheiro Ambiental da Sema, Glauco Kozerski.


Imprimir página

ARIQUEMES - A elaboração de revisão do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de acordo com a Lei 11.445/2007 e, também, a oficina de trabalho Zopp foram realizadas na manhã de quarta-feira (24), em audiência pública, por meio da Secretaria de Municipal de Meio Ambiente (Sema) no auditório da Igreja Católica São Francisco de Assis, no Setor 1, com a presença de representantes do poder público e sociedade.

O Plano Municipal de Saneamento Básico – PMSB tem como objetivo a universalização dos serviços públicos de saneamento básico, com serviços e produtos de qualidade, e abrange quatro vertentes Serviços de abastecimento de água potável; Esgotamento sanitário; Limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e Drenagem e manejo das águas pluviais.

Ao longo do dia, foram debatidos os problemas sobre o saneamento entre os grupos formados para tal discussão, onde foram apontadas várias ações a serem realizadas, e, na segunda fase uma equipe fará um levantamento técnico e o fechamento será realizada a oficina Zopp B.

O Saneamento básico promove a saúde pública preventiva, no qual investir em saneamento é a única forma de se reverter o quadro existente. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde afirmam que para cada R$1,00 investido no setor de saneamento, economiza-se R$ 4,00 na área de medicina curativa.

Em Ariquemes, o PMSB foi elaborado em 2009, com metas de 20 anos para universalização dos serviços, entretanto muitas ações não foram desenvolvidas, principalmente no que tange a abastecimento de água e esgotamento sanitário, no qual grande parte da população ainda

consome água rudimentar de poços e não há esgotamento sanitário, por isso se faz necessária a revisão do PMSB atualizando as metas e ações a serem desenvolvidas.

Fonte: pma noticia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias