Terça-Feira, 09 de Junho de 2015 - 08:57 (Geral)

VAMOS FECHAR O TEATRO E TRANSFORMAR NUM MERCADINHO

O que será preciso para que surja alguém com coragem para dar uma porrada na mesa e resolver essa situação esdrúxula?


Imprimir página

Vamos passar mais uma vergonha, no próximo dia 24 deste mês, uma quarta-feira. O grupo Russian State Ballet, um dos mais importantes do mundo, vai se apresentar em Porto Velho. Estamos no calendário deste evento cultural marcante. E por que ficaremos envergonhados? Porque, apesar de termos um dos mais belos teatros da região norte, entre os melhores do país, que recebemos depois de mais de 20 anos, ele simplesmente não pode ser usado. Por falta de bom senso. Por falta de respeito com a comunidade. Por priorizar uma burocracia criminosa. Por fazer de besta a população, que esperou tanto tempo para ter um prédio maravilhoso e que não pode ser usado. Os russos, que sempre são um espetáculo no Ballet, vão se apresentar numa casa de shows, a Talismã. Nada contra, mas é óbvio que lá não é o palco certo para esse tipo de espetáculo. Que local mais nobre, mais preparado, com melhor iluminação e som, com um palco maravilhoso do que o Teatro Palácio das Artes? Mas nele não manda o Governo. Nele não manda o Prefeito. Nele não manda o Ministério Público e nem o Judiciário. Muito menos manda a população. Quem manda mesmo é a legislação capenga, ordinária, contra os interesses do povo, que dá a qualquer burocrata o poder de decidir se uma obra cara desse porte, pode ou não ser usada. O Teatro não tem Alvará para funcionar, mesmo oito meses depois de inaugurado oficialmente.

O que será preciso para que surja alguém com coragem para dar uma porrada na mesa e resolver essa situação esdrúxula? Governo e Prefeitura são entidades inimigas, para uma estar prejudicando a outra? Ou é apenas mais uma demonstração de força de alguém do tipo "aqui quem manda sou eu!", causando todo esse danos à sociedade. Ora, se não tem utilidade, não é melhor transformar nosso  Teatro num mercadinho público?

NINGUÉM RESOLVE          

Nessa ridícula situação toda, o que se estranha é que o problema se arrasta e não se ouve um grito de protesto de alguém do Governo. Nenhum pio lá de dentro da Prefeitura, que já deveria ter fornecido o documento há meses. Nenhuma palavra do Ministério Público, que tem o dever de proteger a coletividade de coisas vergonhosas como essas. Ou todas as pessoas que gostam de Porto Velho enlouqueceram, porque querem o Teatro funcionando, ou é a minoria que está certa, em nos fazer essa desfeita e nos deixarmos envergonhados de novo!

DÁ PARA ACREDITAR?

Durante três dias desta semana, uma comitiva de políticos e empresários chineses está em Rondônia. Eles vêm conhecer as potencialidades do Estado e tratar da futura rodovia leste/oeste, que seria um investimento da China e que passaria por nosso Estado. Anuncia-se com alarde a vinda do grupo, que aproveitaria para conhecer áreas por onde passariam os futuros trilhos. Esta obra para um sonho tão distante, que não se sabe se dá mesmo para levar a sério. Num país onde obras simples de hospitais, viadutos, creches, rodovias, nunca são concluídas, como acreditar numa obra tão grandiosa como essa?

DINHEIRO TEM!

Atenção produtores rurais de Rondônia: a Caixa Federal tem para investir no Estado, nada menos do que 100 milhões de reais. É um recurso que pode ser perdido, caso os produtores não o utilizem até o próximo dia 30. Como a Caixa tem verbas nacionais para publicidade de um monte de besteiras, mas não a usa para informar quem precisa de financiamento nos Estados, pouca gente sabe que esta dinheirama toda está disponível. Quem quiser investir na sua produção pode procurar as agências da Caixa com urgência. Dia 1º de julho a grana volta para Brasília...

NÚMEROS POSITIVOS

Os primeiros números, ainda parciais, deixam claro que a Rondônia Rural Show, realizada há alguns dias em Ji-Paraná, foi novamente grande sucesso. Os valores ainda sem computar todos os financiamentos, já superaram o meio bilhão de reais. A perspectiva é que, pela movimentação e pelo grande volume de pedidos de financiamentos junto aos bancos oficiais e particulares, se supere facilmente os 700 milhões em negócios. Este número pode ser até superado, segundo o secretário da Agricultura, Evandro Padovani. A feira foi um espetáculo, sob todos os aspectos. E deu uma boa mexida na economia do Estado.

INFLAÇÃO CRESCE

Os números não batem com a realidade! Enquanto o governo jura que a inflação está praticamente sob controle, não é o que se vê nos supermercados e no comércio em geral. No setor de alimentação, há produtos com altas absurdas, sem qualquer explicação lógica, a não ser a ganância por lucro exagerado. Quem faz compras têm certeza de que a inflação real já está acima dos 10%, embora o governo jure que ela ainda não bateu nos 8%. Há produtos que aumentaram, em menos de dois meses, nada menos do que 100 por cento, como é o caso do tomate. E não há fiscalização alguma. O consumidor está entregue às traças...

PERGUNTINHA

Será que os ladrões da FIFA vão criar uma Liga Internacional de Futebol dos presídios, para tentar roubar um pouco de dentro da cadeia?

Fonte: SÉRGIO PIRES

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias