Segunda-Feira, 02 de Fevereiro de 2015 - 10:52 (Hidreletricas do Madeira)

ISOLADOS, ANTES MESMO DA ENCHENTE

Porém, desta vez a culpa do estado de bloqueio não serão mais atribuídas às cheias dos rios Madeira, Mamoré, Araras e Ribeirão, mas sim, pela inexistência de manutenção das centenárias e lendárias pondes da histórica Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, erguidas sobre os rios Araras e Ribeirão.


Imprimir página

Por Ariel Argobe da Costa Brasil

Tudo indica, que mais uma vez os municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré serão relegados ao isolamento geográfico e, assim, sofrer todas as difíceis consequências que tal situação poderá acarretar: desabastecimento total, caos na saúde, preços altos, dentre tantos outros transtornos.

Porém, desta vez a culpa do estado de bloqueio não serão mais atribuídas às cheias dos rios Madeira, Mamoré, Araras e Ribeirão, mas sim, pela inexistência de manutenção das centenárias e lendárias pondes da histórica Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, erguidas sobre os rios Araras e Ribeirão.

O descaso total. A continuar assim, em curtíssimo espaço de tempo não será mais possível o acesso aos municípios de Nova Mamoré e Guajará-Mirim, ou mesmo acessar Porto Velho, capital do Estado, via BR 425, por conta da precária situação dos pranchões fixados sobre a estrutura de ferro das pontes erguidas há mais de cem anos sobre os Rios Araras e Ribeirão, que estão completamente danificados ou mesmo soltos, o que tem dificultado a passagem de veículos pequenos, colocando em risco a vida de passageiros e motoristas.

Novamente, as populações dos dois municípios, distritos, sitiantes e comunidades rurais localizadas ao longo da BR 425 – no trecho entre Guajará e Ponte do Araras – estão nas mãos de autoridades insensíveis, omissas e descompromissadas com suas obrigações, que deixam de fazem a manutenção da estrutura de madeira que permite a passagem de veículos de passageiros e cargas sobres as históricas pontes da EFMM.

Fonte: Ariel Argobe da Costa Brasil

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias