Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2012 - 08:08 (Política)

PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA QUER FORÇA TAREFA PARA INVESTIGAR APLICAÇÃO DE RECURSOS FEDERAIS EM RONDÔNIA

O deputado Hermínio Coelho citou como grande exemplo de desmandos, o caso dos viadutos que já consumiram milhões de reais, e até hoje nada foi concretizado


Imprimir página

Ao falar nesta terça-feira (18 de setembro) sobre as eleições municipais e a necessidade de se eleger pessoas efetivamente dignas e comprometidas com o bem-estar da população, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho (PSD), disse que lamentavelmente às vezes a pessoa se engana ao votar, acreditando em mudanças positivas, mas ao final os desmandos e as irregularidades continuam. Ele defendeu a constituição de uma Força Tarefa para apurar com rigor os destinos dos milhões de reais repassados para a Prefeitura de Porto Velho pelo Governo Federal.

O deputado Hermínio Coelho citou como grande exemplo de desmandos, o caso dos viadutos que já consumiram milhões de reais, e até hoje nada foi concretizado. Segundo ele, é preciso que esta situação seja devidamente esclarecida, e o caso tratado com total transparência. Os desmandos, segundo o deputado, envolveriam autoridades da Prefeitura de Porto Velho e da Superintendência Regional do Dnit – Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre.

Disse ele já ter denunciado em diversas esferas o caso, mas concretamente não se tem uma resposta positiva. Para Hermínio Coelho necessário se faz a constituição de uma Força Tarefa integrada pela Polícia Federal, Controladoria Geral da União e Ministério Público Federal, visando apurar a aplicação dos recursos federais repassados à Prefeitura.

Com relação ao processo eleitoral, novamente ele voltou a criticar as gestões do PT no Estado. Para ele, hoje o Partido dos Trabalhadores é sinônimo de atraso, traição, roubalheira, bandalheira, e a instituição do crime organizado através dos inúmeros “assaltos” aos cofres públicos. Mas aproveitou Hermínio Coelho para destacar sobre a existência de uma pequena parcela de petistas honestos, na grande maioria preteridos ou ignorados pelas administrações municipais, como no caso do prefeito Roberto Sobrinho em Porto Velho.

 

 

Paulo Ayres

Fonte: decom/ale

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias