Domingo, 26 de Dezembro de 2021 - 08:53 (Colaboradores)

L
LIVRE

Cientista Americano agora é tratado com escárnio por ser contra aplicação de vacinas em crianças

PERGUNTINHA: Qual sua opinião sobre a legislação brasileira que vai permitir, apenas em Rondônia, que 254 condenados tenham direito a sair das cadeias, durante o período de Natal e Ano Novo?


Imprimir página

Mais uma vez, ignorando os riscos para as crianças, porque o importante é o discurso ideológico, grande parte da mídia mundial tenta destroçar a imagem de um cientista, apenas pelo fato de ele ser contra a vacinação de crianças. Robert Malone, antes aplaudido como um dos que contribuíram, no mundo, para o desenvolvimento da vacina mRNA, tecnologia que hoje é base para todos os imunizantes anti-Covid 19, agora é tratado como um arremedo de especialista, um idiota, que espalha boatos, por ter divulgado um vídeo em que apela aos pais e aos avós que não permitam que suas crianças sejam vacinadas, até que haja estudos mais profundos, sobre os problemas que as doses podem causar na infância. No Google, por exemplo, pesquisa com o nome do cientista leva apenas a textos que tentam destruir a imagem do médico e colocá-lo não só como inimigo da Ciência, mas também um adversário cruel da Humanidade. Na essência dos protestos contra Malone, agora, porque ele antes era mote de elogios, as publicações resumem que "algumas das alegações expostas por Malone, num vídeo viralizado no mundo inteiro, carecem de fundamento ou contexto", segundo especialistas consultados. Ou seja, vale a opinião de "especialistas consultados", mas não a do cientista consagrado, que hoje acha que, ao divulgar suas opiniões, está protegendo as crianças no mundo todo.

O vídeo gravado por Malone, personagem respeitado no mundo da imunização por vacinas em todo o mundo, tem recebido duras críticas da mídia esquerdista, mundo afora que, tanto quanto a direita, trata a questão apenas ideologicamente, ignorando qualquer discussão que vá ao desencontro das teorias que um ou outro lado defendem. Ou seja, a vida das crianças que se dane! No vídeo, Malone diz que há risco concreto de imunizar crianças acima dos três anos de idade, com vacinas que usam o sistema "RNA Mensageiro!" uma das essências das vacinas que estão sendo aplicadas mundo afora, contra a Covid 19, agora apenas em adultos. Malone diz que crianças não vacinadas, "não representam perigo para seus familiares" e que os imunizantes poderiam causar danos reprodutivos e outros danos permanentes, irreversíveis, no organismo das crianças. Vacinas têm sido aplicadas nos pequenos, entre três anos e onze anos, em vários países e até agora, pelo menos, não há registro de casos graves ou alertas de segurança contra a aplicação nas faixas da infância. O americano, contudo, diz que alguns dos efeitos negativos podem demorar anos para surgirem, mas que então será tarde demais, porque não haverá nenhum tratamento. Antes respeitado, agora Robert Medina é tratado praticamente como um idiota, pela mídia, ela sim, que se transformou em especialista em ciência e medicina. Enquanto isso, não há ainda segurança alguma se o correto é vacinar ou não vacinar as crianças. Mas, é sempre bom lembrar, para os "especialistas consultados", se as crianças vão viver ou morrer ou ficar com sequelas, ah!, isso são apenas detalhes.

CASO DO PAI QUE ATACOU PROFESSORA EM ARIQUEMES É RESULTADO DE GRAVES DOENÇAS SOCIAIS QUE NOS ASSOLAM

O que anda acontecendo com a nossa sociedade? Condutores de veículos andam como loucos pelas ruas, desrespeitando todos os demais. Nos estacionamentos de mercados, bancos e lojas, há um exagerado e vergonhoso desrespeito, em locais de estacionamentos para grávidas, para idosos, para deficientes. Quem se acha mais poderoso, trata os demais como se não merecessem atenção, gentileza, respeito. Não se ouve mais por favor, com licença, muito obrigado. Há muita falta de educação e há muito de grosseria. Infelizmente, coisas assim continuam acontecendo todos os dias, em todos os lugares. Em Porto Velho ou qualquer grande cidade do Estado, tais cenas se repetem a cada hora do dia. A violência contra uma professora de uma escola municipal de Ariquemes faz parte desta pacote. Ela cumpriu seu papel e reprovou um estudante que não merecia outra decisão. Ao saber da reprovação, o pai do aluno, ao invés de cobrar de seu pai, de ensiná-lo, de fazer com que ele entenda que uma professora não tem obrigação a dar nota alta a quem não merece, fez o que pior poderia fazer, até como péssimo exemplo ao próprio filho; ofendeu e quase agrediu a professora, que que até que ser atendida por médicos. Parece apenas um caso isolado, mas, lamentavelmente ele é sintomático. Pais, como o de Ariquemes, que é um advogado ou seja, teoricamente deveria saber muito bem o que é certo e o que é errado, estão transferindo a educação dos seus filhos para as salas de aula. Lá é para aprendizado. A educação é dos pais. E os pais que agem como agiu o cidadão de Ariquemes, está naquela faixa de brasileiros que se acham o centro do mundo. E os outros que se danem!

GARIMPO E OURO, NOVOS INGREDIENTES NA TENTATIVA DE HOMICÍDIO CONTRA TIZIU JIDALIAS

O caso envolvendo o empresário e ex-deputado estadual Tiziu Jidalias, continua rendendo. Ele está residindo, não se sabe se temporária ou definitivamente, em Boa Vista, Roraima. Foi lá que, na última quarta-feira, Tiziu sofreu um atentado. Chegou a levar três tiros, mas foi salvo por um policial civil que viu o ataque contra ele, praticado por pelo menos quatro homens e trocou tiros com os bandidos, fazendo com que eles fugissem. Tiziu, ferido, foi socorrido e, felizmente, nenhuma das balas teria atingido algum órgão vital. Ele está se recuperando. O que se soube, extraoficialmente, porque o assunto ainda está sendo investigado pela polícia, é que Tiziu está lidando com garimpo de ouro em Roraima. Seria numa mina bastante rica, onde, numa semana, o faturamento teria chegado a mais de 280 mil reais. O que se suspeita é que os criminosos atacaram o empresário rondoniense, para roubar ou dinheiro ou algum ouro que ele estava carregando, mas, é claro, tudo ainda está apenas como informações não confirmadas. Tiziu é personagem importante da política de Ariquemes. Foi eleito deputado estadual, cumpriu um mandato e não voltou à Assembleia Legislativa. Na eleição passada, disputou a Prefeitura de sua cidade, mas acabou derrotado pela prefeita Carla Redano, que chegou a ser sua candidata a vice, mas, por decisão do próprio Tiziu, ele trocou a parceria de chapa na reta final. Carla saiu como candidata e ganhou a eleição. O que se ouve em Ariquemes é que o sucesso de Tiziu em Roraima, pode fazê-lo mudar seus negócios para aquele Estado. 

CASSOL CONFIRMA EM ÁUDIO QUE VAZOU QUE QUER MESMO DISPUTAR O GOVERNO NO ANO QUE VEM

Quem tinha alguma dúvida, com certeza a perdeu, ao ouvir um áudio do ex-governador e ex-senador Ivo Cassol, que "bombou" nas redes sociais, na semana passada. Nele, vazado certamente por um admirador de Cassol, ele deixa claro que será candidato ao Governo em 22, embora considere que ainda é cedo para se começar uma campanha.  Os advogados de Cassol estão muito otimistas sobre decisão do STF que pode lhe dar carta branca para disputar o pleito. O veredito deve ser anunciado no início de fevereiro próximo, quando o tema estará na pauta do pleno do principal tribunal do país. Pelo menos dois votos favoráveis Cassol e outros que estão na mesma situação que ele, em todo o país, já têm. O do relator Kássio Nunes Marques e do ministro Barroso. O que se houve nos bastidores, em Brasília, é que a tendência é de que a maioria dos ministros siga o voto do relator. Parceiros, amigos e eleitores de Cassol aguardam a posição do Supremo, para se engajarem na campanha. Caso o ex-governador e ex-senador realmente possa concorrer, ele já decidiu que será candidato. Deve disputar contra o governador Marcos Rocha e o senador Marcos Rogério, ambos também no páreo. Confúcio Moura também pode confirmar que disputará o governo, assim como o deputado Léo Moraes. Em meados de fevereiro, a briga pela sucessão estadual estará mais clara.

CAPITAL TERÁ OITO FERIADOS NACIONAIS, ESTADUAIS E MUNICIPAIS EM 22. TRÊS DELES CAEM EM DOMINGOS

Treze feriados nacionais, estaduais e municipais; oito datas de ponto facultativo: este é o resumo do calendário de dias em a Capital que estará totalmente ou parcialmente parada no ano que chega. O resumo foi divulgado nesta semana pela Prefeitura de Porto Velho. Além dos feriados nacionais (1º de janeiro, sábado; 15 de abril, sexta-feira; 21 de abril, quinta-feira; 1º de Maio, domingo; 7 de setembro, quarta-feira; 12 de outubro, quarta-feira; 2 de novembro, quarta-feira; 15 de novembro, terça-feira; 25 de dezembro, domingo) o feriado estadual de 4 de janeiro, uma terça-feira, também faz parte do calendário. Serão três os feriados municipais: 24 de janeiro, uma segunda-feira, instalação do município de Porto Velho; 24 de maio, Dia de Nossa Senhora Auxiliadora, padroeira da cidade, que cairá numa terça-feira; 2 de outubro, criação do município de Porto Velho, num domingo. As datas de ponto facultativo são: 29 de fevereiro, uma segunda-feira, carnaval; 1º de março, carnaval; 2 de março, quarta-feira de Cinzas; 14 de abril, quinta-feira santa; 16 de junho, Corpus Christi; 28 de outubro, Dia do Servidor; 24 de dezembro; véspera de Natal e 31 de dezembro, véspera de Ano Novo. Haverá muitos feriadões do que em 2021 e, além disso, pelo menos três feriados acontecerão num domingo, ou seja, não haverá prejuízo para os serviços públicos atenderem a população e nem para o comércio e a produção. Infelizmente, um país pobre como o nosso, ainda mantém a exagerada cultura dos feriados. Quem sabe no futuro aprenderemos que, quanto mais pobres, mais precisamos trabalhar?

BOLETINS DA COVID TEM NÚMEROS DIFERENTES NO TOTAL DE VACINAS E IGNORAM A DOSE DE REFORÇO

Na véspera de Natal, o Boletim 632, do Ministério da Saúde, Agevisa e Sesau, informava que mais de 1 milhão e 228 mil rondonienses já haviam tomado a primeira dose da vacina contra a Covid e 1 milhão e 2 mil também foram imunizados com a segunda dose. Infelizmente, os boletins oficiais, com números da doença em Rondônia, ignoram os dados da terceira dose, a de reforço. Não há divulgação destes dados importantes. Há também bastante diferença entre o próprio Boletim da sexta-feira antes do Natal e notícia divulgada um dia antes pela própria Sesau. Enquanto no dia 24 o Boletim, informava que já haviam sido aplicadas 2 milhões e 232 mil doses e que tínhamos recebido até então 2.817.558 doses, um dia antes, no noticiário distribuído pela comunicação do Estado, se comemorava que, com as últimas 92 mil doses da Pfeizer recebidas nesta semana, Rondônia já atingia nada menos do que 3 milhões e 33 mil doses. Os números não estão batendo. Há outros, contudo, sem contestação. O total de óbitos, desde o início da pandemia, chegou a 6.713 até a sexta-feira. O total de pacientes internados diminuiu um pouco: dos mais de 150 na semana anterior, para 113, há dois atrás. As autoridades da saúde pública, agora, batalham para que os 300 mil rondonienses que ainda não receberam a segunda dose, o façam, antes das festas de final de ano.

PECÚNIA: 1.060 PROFESSORES DIVIDEM QUASE 24 MILHÕES DE REAIS NESTE FINAL DE ANO

Há comemoração muito especial entre professores do Estado, ativos e inativos, que recebem um total de quase 24 milhões de reais em pecúnia, neste final de ano. A média de pagamentos ficou na faixa dos 13 mil reais, mas houve casos de professores que receberam acima de 25 mil reais. Isso nunca havia acontecido na história do Estado. Os valores se referem à licença-prêmio de pecúnia, baseados em lei de 1992 que determina que, a cada cinco anos ininterruptos de serviço efetivo, o professor tenha direito a três meses de licença, a título de assiduidade, com remuneração integral do cargo e função exercida. Foi um grande avanço, comemorado pelo governador Marcos Rocha e pelo secretário da Educação, Suamy Vivecananda. O titular da Seduc lembrou que mesmo nestes tempos atípicos, de grandes dificuldades, ampliadas pela pandemia, o governo rondoniense tem conseguido avançar em todas as áreas da Educação. Não só melhoramos muito na qualidade do ensino e nas melhorias das escolas, como também, destaca Suamy, em benefícios para todos os professores e técnicos educacionais.

ACIR TAMBÉM ENTRA NA BATALHA PELO SENADO. JÁ SÃO DEZ OS POSSÍVEIS CONCORRENTES À ÚNICA CADEIRA EM DISPUTA

Como anda a questão da disputa pela única vaga ao Senado? Cada vez mais nomes aparecem na relação de possíveis candidatos. O atual dono da cadeira, senador Acir Gurgacz, que se chegou a pensar que estava fora do páreo, pode voltar a ele, caso também seja beneficiado por decisões judiciais do STF. Ele seria o décimo pretendente a buscar a única vaga de representante do nosso Estado, na disputa do ano que vem e se manter ao lado de Confúcio Moura e Marcos Rogério, caso ambos, mesmo que disputem o Governo, não se elejam. Já estão definidos para concorrem: Jaqueline Cassol, Expedito Júnior,  Daniel Pereira, Amir Lando, Jaime Bagattoli. Também podem entrar no páreo: Jesualdo Pires, Léo Moraes, Alex Redano e Mariana Carvalho. Por enquanto, o quadro que se desenha é esse. O ex-prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires, pode optar pelo Senado ou pela Câmara Federal. Tem cacife para ambos. Alex Redano, o competente presidente da Assembleia Legislativa, vai fazer uma pesquisa entre os rondonienses, para decidir se vai ao Senado ou se busca a reeleição no parlamento estadual. Léo Moraes quer mesmo é disputar o Governo, mas dependendo de como se postem as demais candidaturas, pode optar pelo Senado. O que é certo é que ele não disputará a reeleição à Câmara Federal, como tem repetido. A corrida pelo Senado se torna cada vez mais pesada. Nomes quentíssimos da vida pública rondoniense querem a cobiçada única cadeira em disputa. Quem será o preferido do eleitorado rondoniense? Ah, essa resposta só depois de 2 de outubro do ano que vem...  

PERGUNTINHA

 

Qual sua opinião sobre a legislação brasileira que vai permitir, apenas em Rondônia, que 254 condenados tenham direito a sair das cadeias, durante o período de Natal e Ano Novo?

Fonte: Sergio Pires/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias