Terça-Feira, 03 de Agosto de 2021 - 10:06 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

Em Cacau Pirêra, MP/AM investigará circunstancias da morte de adolescente de 12 anos; policiais estão envolvidos

Com o impasse a vista, o Ministério Público Estadual do Amazonas (MP/AM) investigará o episódio que revoltou a comunidade de Cacau Pirêra distante, 17 km de Manaus.


Imprimir página

O pai desconsolado chorava ao lado do caixão do filho. Gabriel Santos Lima, 12 anos, foi morto a tiros no Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba no Amazonas durante uma invasão da policia na casa do garoto.  

A Família da vítima disse que os policiais chegaram no local atirando. A Secretaria de Estado da Segurança Pública do Amazonas emitiu uma nota desmentindo a família. Disse que “os agentes foram recebidos a tiros. Além disso, informou que uma arma que seria do padrasto de Gabriel foi encontrada na residência e apreendida”.  O homem também foi preso.

Com o impasse a vista, o Ministério Público Estadual do Amazonas (MP/AM) vai investigar o episódio que revoltou a comunidade de Cacau Pirêra distante, 17 km de Manaus.

O promotor de Justiça Leonardo Abinader disse que o órgão coletará provas e ouvir testemunhas. Foram instaurados procedimentos investigativos para apurar a verdadeira circunstancia da morte do adolescente. 

Testemunhas relataram que policiais chegaram em quatro viaturas na casa da vítima já atirando. Assustado, Gabriel correu e caiu no rio desaparecendo em seguida. Até um cão dos familiares da vítima foi morto nessa ação. O corpo do garoto foi encontrado na manhã do dia 29 pelo avô dele e apresentava marcas de tiros.

Laudo pericial constatou que ele foi atingido por dois disparos, um na coxa e outro no peito. O laudo que pode demorar alguns irá identificar se os projeteis foram lançados das armas dos policiais.

 

Fonte: NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias