Sexta-Feira, 23 de Julho de 2021 - 10:13 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

Rapaz que matou um em Cabixi recebeu mensagem no celular sobre suposta traição; pivô da tragédia era casada com uma das vítimas

Amigos deram detalhes do crime que abalou a pequena cidade


Imprimir página

Através de moradores de Cabixi  o assassinato do pedreiro  Edilson Pereira da Costa (FOTO), 32, e o esfaqueamento do irmão dele, de 40 anos, ex-dono de um bar onde aconteceu o crime.

De acordo com as informações obtidas pelo site, os dois homens acusados do homicídio e da tentativa estavam trabalhando como ajudantes de construção na Vila Neide, distrito de Cabixi que fica às margens do rio Guaporé.

Pouco depois das 20:30h do dia do crime, o rapaz de 29 anos recebeu uma mensagem no celular e, em seguida, ele e o companheiro de trabalho, conhecido como “Gordo” foram para Cabixi. Conforme um amigo, o texto por MSN informava que a namorada do trabalhador estaria “com alguém” na cidade. O desfecho da discussão por causa da suposta traição foi trágico (LEMBRE AQUI).

PIVÔ DA TRAGÉDIA

A mulher que teria provocado o crime era amasiada como o homem que sobreviveu após ser esfaqueado e ficar com as vísceras expostas, e que por sua vez é irmão do que morreu.

A mesma mulher, após a separação, estava namorando com o construtor e, segundo a mensagem enviada a ele, estaria se relacionando justamente com o homem que morreu, irmão do ex dela.

A polícia ainda não localizou os dois acusados, portanto, não está clara, pelo menos oficialmente, a participação de cada um no caso. O golpe de faca teria sido desferido pelo amigo do assassino, que matou o suposto rival com um tiro de garrucha.

OPERADO

Apesar da gravidade do ferimento que sofreu, o sobrevivente do ataque já foi operado no Hospital Regional de Vilhena, para onde foi trazido, e está na enfermaria, se recuperando bem.

Fonte: 025-folha do sul

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias