Terça-Feira, 13 de Julho de 2021 - 11:12 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

Desmatamento: Amazônia tem novo recorde acompanhado da falta de ações do governo Bolsonaro

O Inpe declara que essa área é a maior extensão já registrada para o mês de junho, desde 2016.


Imprimir página

Um levantamento rápido realizado pelo sistema deter, ligado ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpe) mostra um novo recorde do desmatamento na Amazônia brasileira.

A pesquisa aponta uma área de 1.062 km² em risco. O Inpe declara que essa área é a maior extensão já registrada para o mês de junho, desde 2016. As altas de degradação da Amazônia são recordes e dispararam nos últimos quatro meses.

Informações de o “O Estadão” afirmam que os trabalhos de combate ao desmatamento implantadas pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido) não tem surtido efeitos, e inclusive são alvos de criticas no Brasil e no exterior pelo aumento de queimadas e do desmatamento na região de floresta.

As amostras feitas pelo Deter não servem como taxa oficial de desmatamento, mas é um termômetro da problemática. A tendência por ele apontada normalmente é confirmada depois pelo Prodes, que traz os dados anuais oficiais de desmatamento.

Até o mês de junho, os alertas de desmatamento apontavam um aumento de 17% na comparação ao primeiro semestre do ano passado, que teve uma área de 3.610 km² desmatada, contra 3.078 km² no primeiro semestre de 2020. As informações são do Terrabrasilis.

Fonte: NewsRondonia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias