Quarta-Feira, 30 de Junho de 2021 - 16:32 (Geral)

L
LIVRE

CONDUTA - Campanha de divulgação do Código de Ética Funcional continua e regras são bem aceitas entre servidores

Segundo Etelvina, o Código “potencializa” a importância de agir corretamente diante de conflitos, impasses e processos.


Imprimir página

O Governo de Rondônia, por meio da Ouvidoria Geral do Estado (OGE), já começa a perceber a boa aceitação das regras estabelecidas no Código de Ética, instituído pelo Decreto 20.786/2016, por parte dos funcionários estaduais. Esse resultado é justificado pela realização da campanha de divulgação do regramento que incluiu debates e capacitações, proporcionando mais conhecimento. Segundo a Ouvidoria Geral do Estado, o treinamento consolida o funcionamento do Código de Ética do Servidor.

Desde o início da campanha, os servidores receberam diversas lições, uma delas, o “Minuto da Ética”, em vídeo, nas páginas do Governo. Sucederam-se palestras em formatos de lives organizadas pela Escola de Governo. A última capacitação aconteceu no dia 16 de junho, quando mais de 100 servidores participaram.

“Os servidores conhecem o clima organizacional e as regras a serem seguidas no órgão do qual farão parte”, avalia a ouvidora geral, Etelvina Rocha, destacando também que, respeitando as orientações do Código de Ética, o servidor público cumpre as regras da sociedade e serve “com cortesia, eficiência, lealdade”.

“É possível perceber que o ganho é também da população, pois, servidores que possuem o devido conhecimento de seus deveres e obrigações prestam serviços de qualidade e com eficiência”, comentou a ouvidora.

Segundo Etelvina, o Código “potencializa” a importância de agir corretamente diante de conflitos, impasses e processos. Nele, os servidores estudam ações humanas a partir dos diferentes princípios e valores que as orientem.

“Esses valores estão associados ao que consideramos bom, justo ou correto, e variam de sociedade para sociedade. Falar desse tema é muito importante para garantir ao cidadão o melhor atendimento possível”, acrescentou.

A Corregedoria Geral do Estado alertou durante a campanha: “A violação dos artigos do Código de Ética pode acarretar consequências graves, tanto para a administração, quanto para o prestador de serviços públicos”. “O servidor deve seguir uma disciplina e as palestras disseminam as regras de conduta que devem ser levadas para vida”, explicou o corregedor-geral da Superintendência Estadual de Gestão de Pessoas (Segep), José Carlos Gomes da Rocha.

Fonte: 010 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias