Segunda-Feira, 24 de Maio de 2021 - 14:36 (Coronavírus)

L
LIVRE

Adicional de insalubridade de servidores na linha de frente contra a Covid-19 será pago enquanto durar a pandemia

Secretário explica que apenas quem trabalha diretamente no enfrentamento da pandemia é contemplado.


Imprimir página

Mapear os servidores que deixaram de atuar na linha de frente de combate à pandemia de Covid-19 no âmbito da Prefeitura de Porto Velho. Este é o objeto do ofício encaminhado à secretária municipal de Saúde, Eliana Pasini, na última semana, pela direção do Departamento de Gestão de Pessoas (DGP), da Secretaria Municipal de Administração (Semad).

Uma informação errônea circulou em grupos de aplicativos de mensagens e nas unidades de saúde de que a Prefeitura iria retirar o pagamento de 40% do adicional de insalubridade dos servidores.

De acordo com o secretário-adjunto de Governo, Devanildo Santana, o benefício de insalubridade, que é pago desde março de 2020, foi proposto e decidido pelo prefeito Hildon Chaves. Foi uma forma encontrada para demonstrar respeito e valorizar os profissionais envolvidos diretamente na luta contra a Covid-19.

“Nenhum secretário tem autonomia para retirar benefícios. O ofício encaminhado pede apenas para conferir quais servidores que não estão mais envolvidos na linha de frente de enfrentamento da pandemia de Covid-19”, esclarece Devanildo Santana. Ele destaca ainda que o adicional continuará sendo pago enquanto perdurar a pandemia e não há necessidade de preocupação por parte destes servidores.

Santana destacou que Hildon Chaves avalia a proposta de sempre ampliar benefícios aos servidores, jamais diminuir. O ofício em questão é o de número 1764/DGP/GAB/SEMAD.

Fonte: Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias