Quinta-Feira, 01 de Abril de 2021 - 15:58 (Educação)

L
LIVRE

DESTAQUE NACIONAL Alunos do Cone Sul de Rondônia conquistam premiação na 10ª Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente

O projeto foi coordenado pelo professor de Ciências e Educação Ambiental, Gilson Ortiz, que trouxe um novo olhar para os terrenos baldios localizados no bairro e em torno da unidade escolar.


Imprimir página

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), é reconhecido nacionalmente por incentivar temas de Educação Ambiental na Rede Pública de Ensino. A prova disso está no trabalho desenvolvido por alunos dos 8º e 9º anos do ensino fundamental da Escola Estadual de Ensino Integral Deputado Genival Nunes, de Vilhena que se destacaram na 10ª edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com o projeto de recuperação de terrenos baldios e plantio de verduras, legumes e frutas.

O projeto foi coordenado pelo professor de Ciências e Educação Ambiental, Gilson Ortiz, que trouxe um novo olhar para os terrenos baldios localizados no bairro e em torno da unidade escolar. O professor conta que as atividades começaram no final de 2019, e dada continuidade logo após o recesso escolar, em 2020. Porém, com a pandemia do coronavírus, o projeto foi interrompido e aguarda o retorno das aulas presenciais para que os alunos voltem a colocar em prática as ações.

Trabalhando a Educação Ambiental além dos muros da escola, os alunos tinham como meta realizar a limpeza dos terrenos baldios e logo após, fazer o cultivo de hortaliças e frutas. Durante a execução, os alunos limpavam os terrenos e ao mesmo tempo viam a importância de manter os espaços limpos, evitando a proliferação de mosquitos como o Aedes aegypti e outros animais peçonhentos.

Após preparar o solo, os estudantes iniciariam o cultivo e cuidados necessários para a produção de alimentos, que ficariam à disposição da vizinhança, atendendo também as famílias dos alunos. Avaliando a repercussão do projeto e o interesse dos estudantes, o professor Gilson inscreveu o projeto na 10ª edição da Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente da Fiocruz, sendo selecionado como Destaque da Regional Norte, na categoria ensino fundamental, modalidade projeto de Ciências.

Para surpresa de todos, mesmo tendo o projeto interrompido pela pandemia, a escola foi selecionada pela organização de Destaques Regionais garantindo a premiação.

A cerimônia de premiação acontecerá, on-line, com transmissão pelo canal da Fiocruz , no próximo dia 22 de abril, em que os envolvidos no projeto serão parabenizados pela excelência pedagógica e dedicação à educação básica no país e ainda vão receber troféus e medalhas pelo desempenho e dedicação.

“Estamos ansiosos para o retorno das aulas presenciais. Quando tudo isso acabar, vamos realizar o replantio dos cultivos ao redor da escola, para que a comunidade possa ter acesso a mais alimentos e também será uma forma de controle para que o terreno não retorne à situação de abandono que se encontrava antes do projeto; e assim diminuir os riscos de proliferação de mosquitos transmissores da Dengue, Zika, Chicungunya, animais peçonhentos, como também, prevenir o acúmulo de lixo nos locais”, finalizou o professor.

Para a Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de Vilhena, todo apoio e incentivo dedicado ao setor educacional do Estado, pelo governador, coronel Marcos Rocha, vem trazendo resultados positivos, tendo como exemplo essa ação, em que Rondônia passa a ser reconhecido nacionalmente por trabalhar e apoiar temas de Educação Ambiental.

Fonte: 010 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias