Domingo, 17 de Janeiro de 2021 - 10:17 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

COLETIVO: Adolescente é estuprada por três suspeitos em matagal no bairro Nacional

O caso foi encaminhado para o delegado plantonista para que tome as providências cabíveis que o caso requer.


Imprimir página

Uma adolescente de 16 anos, foi violentamente estuprada por três indivíduos no final da noite de sábado (16), em um matagal localizado na rua Israel no bairro Nacional, região norte de Porto Velho.


imagem ilustrativa

A polícia militar foi acionada para averiguar a denúncia e a vítima já havia sido levada para a maternidade Mãe Esperança para que pudesse receber atendimento médico, porém, ela disse que teria saído de uma igreja na companhia de outras pessoas e ficou um pouco afastada, quando um homem trajando bermuda branca e camisa verde lhe abordou e a levou para dentro de um matagal onde manteve relação sexual contra a sua vontade e depois ele a liberou.

Através dessas características os policiais passaram a fazer diligências pela região onde localizaram um homem de 34 anos, com as mesmas características sendo abordado e revistado e nada de ilícito foi encontrado. Foi verificado que o mesmo estava embriagado e com um corte na mão, onde ele foi questionado sobre a acusação e o mesmo negou que tivesse cometido tal crime.

Os policiais mandaram fotos para uma outra guarnição que estava acompanhado a vítima na maternidade e ela não deu certeza de que pudesse ser o autor do estupro. Os policiais conduziram o homem para a central de flagrantes e no momento que estava sendo feito o registro da ocorrência, o pai da vítima chegou na Central de Polícia afirmando que havia conseguido entrar em contato, através de um aplicativo de mensagens instalado no celular de seu irmão, com um suposto amigo de sua filha, chamado GUILHERME, e este teria admitido que ele, um primo e mais um amigo, teriam mantido relação sexual com a vítima com o consentimento dela.

 

Diante dos novos fatos apresentados pelo pai da vítima, não foi dada voz de prisão ao suspeito. O caso foi encaminhado para o delegado plantonista para que tome as providências cabíveis que o caso requer. A vítima recebeu ajuda médica e depois foi liberada.

Fonte: NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias