Sexta-Feira, 08 de Janeiro de 2021 - 14:42 (Cultura)

L
LIVRE

Lenha na fogueira: Dia do Fotógrafo

Em 1839, Daguerre apresentou um modelo de câmera, que foi apelidado de daguerreótipo, que realizava a captura em placas de cobre, o que não permitia cópias.


Imprimir página

Porto Velho pode ter um filho presidente do Senado:


O Senador Rodrigo Pacheco favorito para vencer a eleição no Senado, é portovelhense ou seja, nasceu no dia 3 de novembro de 1976 em PORTO VELHO – RO.


Pois é, assim como Macapá tem no seu filho Senador Davi Alcolumbre a presidência da Casa Alta do País, Rondônia poderá ver o filho da capital Porto Velho Rodrigo Pacheco o substituindo a partir do próximo mês de fevereiro. Vamos ficar na torcida.


Rodrigo Otavio Soares Pacheco é um advogado e político brasileiro filiado ao Democratas. Atualmente é senador por Minas Gerais e foi presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados do Brasil. 


Aí vem o negativista e questiona: O que isso representa para os rondonienses, se o cara sempre morou em Minas Gerais inclusive, é um dos senadores que representa aquele estado e jamais ouvimos falar que ele é rondoniense?


Meu amigo, pode até não representar nada, porém, uma coisa é certa, toda vez que alguém pesquisar sobre quem é Rodrigo Pacheco vai se deparar com a afirmação de que ele nasceu em Porto Velho – RO e não em Belo Horizonte ou qualquer outra cidade de Minas Gerais.


Viu qual é a importância e se ele for mesmo eleito presidente do Senado, entrará para a história política, como sendo o primeiro rondoniense nascido em Porto Velho a assumir a presidente de tão importante entidade nacional. Já tô com orgulho de ser conterrâneo dele.


Hoje dia 8 de janeiro, dia do Fotógrafo. Quero nesta coluna através da minha querida esposa Ana Santos fotografa profissional, homenagear todos os profissionais da fotografia de Porto Velho, Rondônia, do Brasil e do Mundo. Feliz Dia do Fotógrafo!


Em 1839, Daguerre apresentou um modelo de câmera, que foi apelidado de daguerreótipo, que realizava a captura em placas de cobre, o que não permitia cópias. O físico britânico William Talbot adotou um rolo de papel com sais de prata possibilitando a gravação das imagens naquilo que ficou conhecido como "negativo".


A chegada da fotografia no Brasil ocorreu em 1940, com a apresentação do daguerreótipo. Segundo o curador, crítico e professor universitário Tadeu Chiarelli, essa nova prática ocupou o espaço de outras formas de registro, como a imagem xilográfica e em placas de metal. O nascituro desta atividade vai se confundir com o 2º Império, comandado por D. Pedro II.


A fotografia foi um dos segmentos de produção de conteúdo mais afetados pelas grandes mudanças tecnológicas que marcaram o fim do século 20 e as primeiras décadas do século 21.


Grandes companhias mundiais, como a Kodak, criada em 1880 e responsável pela introdução da foto em cores em 1935 e pela câmera digital em 1975, foram duramente impactadas pelo surgimento dos dispositivos digitais e da incorporação destes aos smartphones. Em 2012, a companhia pediu concordata.


Gerações mais novas podem inclusive não ter tido contato com máquinas analógicas, que demandavam a inclusão de um filme, que após o uso do equipamento necessitava ser revelado para a visualização das imagens em um papel especial.


Apesar de completar 180 anos, o ofício de fotógrafo ainda não é regulamentado no país.


Ele não se confunde, contanto, com o de repórter fotográfico, uma das atividades da profissão de jornalista, normatizada tanto na legislação geral trabalhista brasileira (a Consolidação das Leis do Trabalho) quanto em decretos específicos. (Com informações da Agencia Brasil)


Por isso renovo meus parabéns a todos os fotógrafos.


Rapaz a coluna de ontem causou o maior reboliço. Teve gente telefonando para colegas de profissão, querendo saber se o mesmo era responsável pelo que postamos em nossa coluna.


A pessoa parecia desesperada. Será que a turma dele perderá determinado cargo muito importante para qualquer profissional da imprensa?


E acha que pode não conseguir o cargo que passou a pleitear junto a nova equipe do prefeito de Porto Velho?


Apenas lembrando: Não falei que o bicho tava pegando no setor de comunicação da municipalidade!


O negócio é esperar segunda feira chegar, pois segundo informações, o Superintendente de Comunicação da Prefeitura será conhecido apenas no início da próxima semana.


Quem tá botando farinha no ventilador, é a câmara de vereadores. É o que se fala! 

Fonte: Zé Katraca - NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias