Sexta-Feira, 27 de Janeiro de 2012 - 07:58 (Cultura)

SHOW DO RETORNO DA BANDA ORBE DIA 3 DE MARÇO DE 2012 NA ESCADARIA DA UNIR

ORBE É uma banda de rock alternativo fundada em 1996 por Márcio Marques (Vocalista, compositor e guitarrista). Márcio Marques nasceu em 22 de abril de 1979, em Porto Velho, estado de Rondônia


Imprimir página

Banda orbe estará se apresentando dia 03 de março de 2012 na escadaria da UNIR em Porto Velho.

Na seqüência segue-se o histórico da banda:

ORBE HISTÓRIA

ORBE É uma banda de rock alternativo fundada em 1996 por Márcio Marques (Vocalista, compositor e guitarrista). Márcio Marques nasceu em 22 de abril de 1979, em Porto Velho, estado de Rondônia. O 7º filho de uma mãe solteira. Cresceu ouvindo as músicas das bandas de rock populares da década de 80, músicas escutadas pelos seus irmãos mais velhos.

Teve um grande trauma aos 9 anos, ao perder a mãe vítima de atropelamento, quando alcoolizada, tentava atravessar uma avenida na madrugada de  7 de setembro de 1988. Tempos depois haveria um rumor de que na realidade ela tinha se atirado na frente do carro, o que nunca foi provado.

O interesse pela música se intensificou na adolescência, o que o levou a querer aprender um instrumento musical. Ganhou seu primeiro violão de um de seus irmãos em abril de 1994 no seu aniversário de 15 anos. A diferença em Marques com relação a garotos que querem aprender um instrumento nessa idade era de querer aprender para compor canções, e foi o que fez desde então. Ele não tinha muito prazer em interpretar.

Tendo forte influência de bandas como Engenheiros do Hawaii, Beatles e Nirvana, formou sua primeira banda ainda em 1994, a qual chamou de “Os Jovens Guardas”, banda na qual compôs a música “Adolescência”.

Marques tinha uma tendência à música suave e melancólica deixando clara as emoções, isso o incomodava e fazia com que não se conformasse com a maioria das composições, o que fez também expandir sua visão com relação a si mesmo e ao meio em que existia, de modo que passou a explorar mais suas expressões nas letras com respeito ao que havia vivido até ali.

Os conflitos que teve desde a morte da mãe o levou à indignação pelo mundo. Então a visão que passou a ter o direcionou à forma musical através da qual poderia expor o que lhe incomodava. Tendo como maior influência na época a música de Kurt Cobain. Procurou formar uma segunda banda fazendo musicais experimentais, a esta chamou de Josan III. Mas foi no ano de 1996, quando conheceu uns garotos que tocavam música da banda Nirvana que Marques montou a 1º formação da então chamada banda ORBE, que a princípio se chamou Huiller. A formação então era: Marques (Voz e Guitarra), Giancarlo (Contrabaixo), Giuliano (2º Guitarra) e Jr. (Bateria).

Com a saída De Giuliano e Jr., Giancarlo assumiu a bateria e um novo baixista foi integrado à banda. Aconteceu então a primeira apresentação da banda ORBE na escola onde Giancarlo estudava, foi a única apresentação em que o novo baixista participou. Giancarlo voltou para o contrabaixo e foi chamado um novo baterista, Rafael Oliveira. Com essa formação a banda fez  algumas  apresentações.

Houve uma festa na casa de Gian, no final da qual Marques quebrou sua guitarra após tocar “Drogas na escola”, os jovens se atiraram sobre a bateria e equipamentos de som, acabando por vandalizarem partes da casa, como um dos banheiros que estava liberado para uso. Depois disso a banda ORBE fez muitas apresentações, em concertos de rock locais e uma apresentação no Ginásio da cidade em um evento que ocorrera.

Em 1998 entra um novo integrante na banda, Inaldo Alencar, ele não tocava contrabaixo, mas se propôs financiar um cd demonstração da banda, então Márcio e Gian o ensinaram a tocar. Gian voltou para a bateria. A banda continuou a fazer suas apresentações. Inaldo cumpriu o acordo e financiou a demo a qual Marques intitulou ABORTO, em homenagem a um amigo que se dizia ser um aborto da natureza e à conclusão que Márcio sempre repetia de que “O nascer é a morte”, porém o sentido do nome do CD ia além disso, os temas de cada música, tais como a seqüência, davam um significado bem maior sobre o tipo de aborto ao qual Marques se referia. O CD foi gravado e lançado em dezembro do ano 2000, evento marcado pela incineração e quebra do contrabaixo no final da apresentação da última música, que fora “Adolescência” e quase o incêndio do palco o qual foi contido pelo público que assistia.  Esta segunda parte foi acidental.

O objetivo de Marques sempre havia sido deixar a cidade e divulgar o trabalho em todo o país, todavia existia um ponto fraco... o envolvimento com algumas drogas e bebida que atingia o grupo. Marques sempre foi contra uma banda influenciar os jovens ao uso de drogas, não era o que ele aconselharia, isso estava claro na faixa 11 do CD, chamada “Não experimente”.

Inaldo deixou a banda ainda no ano 2000, logo após o lançamento do CD, por influencia de um segundo guitarrista que Marques chamara para a banda, era um tipo Judas no meio da irmandade, que difamava Márcio pelas costas, convencendo Inaldo de que Marques não passava de um egoísta.

Márcio chamou um outro baixista e a banda fez uma apresentação num bar recém inaugurado com o propósito de apresentar bandas de rock; todavia Marques estava emocionalmente instável e encerrou as atividades da banda pouco tempo depois dessa apresentação que ocorrera em julho de 2001.

Márcio Marques se envolveu com o Cristianismo em busca de paz de espírito e tentou viver uma vida comum. Giancarlo também aderiu ao Cristianismo e se mudou para outro país.

Em agosto de 2007, houve uma tentativa de retorno com a banda, quando Marques convidando Rafael Oliveira e um baixista, fez uma apresentação na escadaria da UNIR centro. Foi uma grande apresentação, marcada pela tradicional quebra da guitarra no final do show, encerrado com a música “Na periferia”; mas Márcio não prosseguiria.

Depois de alguns projetos pessoais nos anos de 2008 à 2010, em outubro deste ano (2011), Marques voltou com a banda ORBE definitivamente, contando com a presença de mais três integrantes, todos ex-membros de uma iniciante banda chamada Lótus. Os integrantes da banda eram todos fãs da música da ORBE e faziam cover das músicas. Márcio os convidou propondo que deixassem de ser uma banda cover e passassem a ser a própria banda ORBE unidos a ele. Os novos integrantes da ORBE são: Átila Barros (2º Guitarra), Robson Almeida (Contrabaixo), John Silva (Bateria) e Márcio Marques (Guitarra, voz, músicas e letras).

O projeto para 2012 é a remasterização do CD demonstração ABORTO, (Hoje considerado por Márcio Marques o 1º Álbum da banda) uma tiragem pequena apenas para os fãs da cidade e o lançamento do vídeo oficial da música “Não experimente” do mesmo Álbum.

O foco maior, gira em torno do 2º Álbum independente da banda com 13 faixas inéditas, com o objetivo de ser lançado em todo o Brasil. 

Por Benjamim Zegarra especial para News Rondônia.

Fonte: Assessoria

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias