Sexta-Feira, 25 de Janeiro de 2019 - 09:05 (Colaboradores)

L
LIVRE

CÂMARA DOS DEPUTADOS - POR CARLOS SPERANÇA

Na opinião deste colunista teve – a exemplo de quando vereador – o melhor desempenho entre seus pares da atual legislatura.


Imprimir página

Combinado com a polarização política, o impacto da crise mundial nos EUA, mesmo exibindo crescimento econômico há vários anos, produziu uma enxurrada mundial de distopias, algumas tendo a Amazônia como alvo. A região, no entanto, também é propícia às utopias. A paranoia de que a agropecuária é inimiga da natureza tende a se dissolver à medida que novos avanços científicos sejam incorporados à produção.

Recentemente, cientistas revelaram que o milho até pode ser originário do México, mas sua domesticação aconteceu em Rondônia e arredores. Uma região cujos povos originários entram agora na história como os responsáveis pelo feito de domesticar o milho, com tudo que essa conquista representa para a humanidade, também será capaz de enfrentar os desafios, temores e receios da atualidade distópica mundial.

A maior alavanca para isso é o mesmo fator que garante ser a Terra um corpo esférico: a tecnologia. Como as imagens via satélite provam que a Terra não é plana, também o conceito de que a agropecuária é inimiga da natureza poderá ser vencido pela evolução técnica. Pesquisa mostrou que mudanças nas práticas agropecuárias podem reduzir atuais emissões do efeito estufa em até 38% até 2050, prazo fixado no Acordo de Paris.

Barrados no baile

Foi uma despedida com emoções. Os deputados estaduais que não conseguiram se reeleger e no caso do presidente da Assembleia Legislativa Maurão de Carvalho (MDB) que não logrou sucesso na disputa ao governo do estado, se despediram da casa de leis na última quarta-feira, alguns deles prometendo voltar. Maurão saiu como recordista de mandatos consecutivos.

Câmara dos Deputados

Também o deputado Leo Moraes (Podemos-RO) se despediu do Parlamento estadual para assumir em fevereiro suas novas funções na Câmara dos Deputados. Foi o federal mais votado em Rondônia.

Na opinião deste colunista teve – a exemplo de quando vereador – o melhor desempenho entre seus pares da atual legislatura. Na capital se tornou nossa maior liderança.

Inicio auspicioso

O jovem governador do Acre, Gladson Cameli (DEM), teve um inicio auspicioso no vizinho estado. Joga no campo de ataque e sempre e com muita criatividade. Além de atrair investimentos e colocar seu estado no agronegócio, já recuperou os voos diários para Rio Branco e Cruzeiro do Sul, suspensos na era petista dos irmãos Viana. A gestão Cameli promete.

A liberação

Liberado pela justiça para participar da inauguração do novo prédio da Assembleia Legislativa com tornozeleira eletrônica, o deputado estadual eleito Jair Montes (PTN-Porto Velho) já vê que não terá problemas para assumir o mandato eletivo em fevereiro. Convicto que a maré mudou o parlamentar já escolheu até uma sala para despachar a partir do mês que vem.

No Congresso

Cresce a expectativa da bancada federal rondoniense quanto as eleições dos novos presidentes da Câmara dos Deputados e Senado.

Se, na Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM) vai nadando de braçadas, já no Senado agora existem vários nomes na peleja, mas alguns lançados apenas para compor com os nomes de ponta. Até agora não temos um nome de consenso.

Via Direta

*** O ano começa com forte pressão no prefeito Hildon Chaves (PSDB) em Porto Velho ***Além do inverno amazônico, tem os problemas relacionados a esfera da saúde. Mas se saiu bem na greve dos coletivos *** Os festejos de Momo com recursos públicos estão acabando em Rondônia *** Ocorre que os orçamentos dos municípios estão restritos apenas as prioridades e demandas sociais *** Seguem as obras do Shopping Gonçalves na Zona Leste. Uma obra de vulto e valorizando todo o entorno.

Fonte: Carlos Sperança - News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias