Segunda-Feira, 16 de Maio de 2016 - 12:26 (Geral)

L
LIVRE

EXAME TOXICOLÓGICO: DETRAN-RO BUSCA LIBERAÇÃO DE SISTEMA NO MINISTÉRIO DAS CIDADES

Em Rondônia todos os pedidos das CNHs categorias C ,D e E de motoristas estão bloqueadas no Renach (Registro Nacional de Carteiras de Habilitação) por causa da aplicação da nova lei.

Com o objetivo de retomar a emissão das carteiras de habilitação C,D e E sem a exigência do exame toxicológico, o Diretor Técnico de Habilitação e Medicina do Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia, Acássio Figueira, durante visita a Brasília na ultima semana, esteve no Ministério das Cidades, Advocacia Geral da União e Serviço Federal de Processamento de Dados(Serpro) para solicitar  o cumprimento da Tutela Cautelar Antecedente, expedida pelo Tribunal Regional Federal da Primeira Região em 28 de abril deste ano em favor do Sindicato das Auto Escolas de Rondônia.

A decisão previa um prazo de cinco (05) dias para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), fazer a liberação do sistema nacional para que o Detran Rondônia voltasse a expedir tanto as renovações quanto as novas carteiras de habilitação. Embora a liminar tenha estipulado prazo sob pena de multa, o Denatran ainda não cumpriu causando transtornos a população que precisa deste serviço. 

Em Rondônia todos os pedidos das CNHs categorias C ,D e E de motoristas estão bloqueadas no Renach (Registro Nacional de Carteiras de Habilitação) por causa da aplicação da nova lei. Entre as dificuldades apresentadas pelos 27 Detrans brasileiros estão brechas legais geradas pelo texto e dificuldades práticas encontradas pelos condutores.

O Detran-RO questiona o alto valor e a logística para realização do exame, uma vez que quantidade de laboratório e  a demora na entrega do exame dificulta a vida do profissional que depende do documento para trabalhar. “Entendemos o objetivo legal da lei, mas não concordamos com a maneira que esta sendo exigido aos profissionais”, explicou Acássio.

“Levamos uma cópia da decisão em mãos no Ministério das Cidades e no Serpro, que é responsável pelo sistema do Denatran”, disse o diretor que registrou o ato como forma de apoio aos condutores do Estado de Rondônia  que estão impedidos de expedirem  suas carteiras de habilitação, devido aos problemas de falta de laboratórios ou unidades de coletas, além dos altos custos do serviço.

Fonte: Detran Gercom

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/exame+toxicologico+detran+ro+busca+liberacao+de+sistema+no+ministerio+das+cidades/74803

News Rondônia