Quinta-Feira, 30 de Dezembro de 2021 - 08:21 (Colaboradores)

L
LIVRE

Previsões para quem acredita nelas! Maior vidente desde Nostradamus diz que alienígenas vão chegar em 2022

A previsão foi feita pouco antes de ela morrer, em 1996.

Tem gosto para tudo. Há muita gente que acredita em previsões, em búzios, em videntes. Principalmente nesta época do ano, tais questões voltam com força. Incrivelmente, mesmo no século 21, a credulidade nestas previsões, algumas que se realizam mesmo, por normais na história, continuam fazendo com que grande parte do público se sinta fascinado por tais temas do Além. As previsões de Nostradamus, por exemplo, mesmo com toda a sua complexidade, sempre foi "traduzida" para dar ideia de que ele previu acontecimentos com décadas, senão séculos de antecedência. Um aspecto comum dessas previsões, são de que elas raramente chegam com boas notícias. Ninguém previu, por exemplo, o surgimento da penicilina, que revolucionou a Medicina ou as viagens espaciais ou vários outros aspectos positivos da Humanidade. Mas previsões como os assassinatos de reis, as guerras mundiais, as doenças que assolaram o Mundo, estas sempre fazem parte das visões de futuro desses personagens.

Uma das figuras que tem credibilidade neste estranho contexto é a vidente cega, de origem búlgara, conhecida como Baba Vanga, que morreu em 1996, mas deixou previsões para nosso Planeta até o ano 5.079. Seus seguidores juram que ela previu os ataques terroristas às torres gêmeas, em Nova York; a morte da Princesa Diana; o maior tsunami da história, o da Ásia em 2004; a saída de Inglaterra e do reino Unido da União Europeia, o famoso Brexit. Desde que ficou cega, Baba Vanga começou a dizer que estava tendo informações sobre o futuro. Há também previsões de brasileiros famosos, como o era a Mãe Dinah, que ficou rica fazendo previsões que, tempos depois, ninguém mais lembrava, mas, a cada final de ano, lá estava ela de novo, com as mesmas histórias óbvias, como prever casamentos, dizer que um famoso morreria; que haveria uma grande enchente e por aí vai. A búlgara, ao menos, é levada a sério. Mas para se ter ideia do tipo de informação que abunda nas redes sociais, Baba Vanga previu, para este 2022 que está chegando, uma invasão alienígena no nosso Planeta. A previsão foi feita pouco antes de ela morrer, em 1996. Atualmente, cientistas dizem que não é um simples asteroide interestelar, um objeto em forma de charuto que se aproxima do Planeta e que recebeu o nome de Oumuamua. Observado pela primeira vez em 2017, o famoso astrônomo Avi Loeb, da Universidade de Harvard, nos EUA, chegou a dizer que o objeto espacial seria uma espécie de nave alienígena. Pronto! Os seguidores da vidente dos Balcãs estão dizendo que ela, mais uma vez, está acertando.

AO INVÉS DE NOVO VÍRUS E TSUNAMI, SE ESPERA MESMO É UM ANO DE COISAS BOAS, DE SOBREVIVÊNCIA DIGNA, DE AMOR E PAZ

Várias outras previsões da famosa mulher da Bulgária (o nome verdadeiro era Vangelia Gushterova), garantiu "enxergar" o futuro e, há muitos anos atrás, disse que neste 2022, haveria muitas outras tragédias no nosso Planeta. Um deles: um novo vírus, poderoso e mortal, será descoberto na Sibéria e se espalhará pelo mundo. Além disso, jurou que muitas cidades em todo o mundo serão atingidas pela escassez de água potável, por causa da poluição dos rios. Ela voltou a falar em tsunamis, afirmando que em 22, novamente a Ásia, mas também a Austrália, serão atingidas por forças poderosas do mar, causando muitas mortes. Enquanto isso, quem ouve ou lê estas previsões, apenas como curiosidade e muito ceticismo, está mesmo preocupado com a vida real. Com muitas coisas ruins que certamente ocorrerão em 2022, mas também com as coisas boas que a vida traz. Mais lindos bebês, mais amor, mais paz, mais relacionamentos baseados na bondade, isso sim, é o que se deveria prever. Mas nós, humanos, adoramos histórias, previsões, coisas que não entendemos. Há gente que se preocupa mesmo com uma invasão alienígena, mas a maioria das pessoas pensa em coisas mais simples, como sobreviver, amar, comer, pagar as contas e criar seus filhos.  

GONÇALVES JÚNIOR DEIXA PREFEITURA POR CINCO MESES PARA SE DEDICAR À EXPANSÃO DO GRUPO EMPRESARIAL DA FAMÍLIA

Houve quem imaginasse que aquele que é considerado o melhor prefeito do Estado, o jovem João Gonçalves Júnior, estivesse deixando a Prefeitura da sua cidade por cinco meses, para começar a se envolver numa eventual candidatura ao Governo em 2022. Não é nada disso. Gonçalves Júnior vai assumir, neste período, missões de grande importância dentro do grupo econômico da sua família. Foi convocado pelo pai, o megaempresário João Gonçalves, para liderar importantes avanços tanto no frigorífico do grupo como na rede de supermercados, hoje a maior de Rondônia. Entre os projetos que, neste período em que se distancia da Prefeitura, o jovem empresário vai comandar, estão negócios internacionais, já que o frigorífico da rede começa a negociar exportações a partir de agora, além da criação de pelo menos mais três lojas da rede de mercados, uma delas, de maior porte, em Porto Velho, onde a rede já tem várias filiais. Ou seja, ao contrário do que seus amigos, parceiros políticos e eleitores chegaram a pensar, a saída de Gonçalves Júnior do comando da Prefeitura, até junho deste 2022 que está chegando, é mesmo para se dedicar, unicamente, a questões empresariais. O jovem prefeito, aliás, tem repetido que apoiará a tentativa de reeleição de Marcos Rocha ao Governo do Estado, neste ano eleitoral que bate às portas. Assumirá a Prefeitura, a partir do sábado, dia 1º de janeiro, o vice-prefeito Jeverson Luiz de Lima, a quem João Gonçalves chama de grande amigo, parceiro e considera de grande competência para assumir o posto. Jeferson é advogado, foi vereador da cidade e nas últimas eleições nacionais, concorreu à Câmara Federal, somando mais de 6 mil votos. 

ECONOMIA DE RONDÔNIA FECHA O ANO COM CRESCIMENTO DE 20 POR CENTO, CONFIRMA LÍDER EMPRESARIAL

Qual o Estado brasileiro que teve maior crescimento na sua economia, neste 2021 que está chegando ao fim? Tirou nota 10 quem respondeu que foi Rondônia. Enquanto a economia nacional deve crescer algo muito próximo a 5 por cento, a do nosso Estado já chegou a quatro vezes mais. Isso mesmo: 20 por cento. O percentual foi confirmado pelo empresário Chico Holanda, presidente do Grupo Pensar Rondônia, numa entrevista concedida nesta terça-feira, aos Dinossauros, no programa Papo de redação, da rádio Parecis FM. Ele destacou que, além da recuperação do comércio, nesta fase em que ainda existe pandemia, mas com força menor, o que realmente determinou este salto econômico foi o agronegócio, mas também com destaque para a grande produção de peixe. Para o líder empresarial, Rondônia teve algumas vantagens. Entre elas o curtíssimo período de Lockdown, ao contrário de outras regiões do país. Holanda lembrou também o apoio do Judiciário, quando o Ministério Público, em março, exigia o fechamento total das portas e a Justiça não topou. Outro benefício foi a reabertura de mercados para nossa carne, como o da China e o aumento de produção em um grande número de produtos da agricultura. Há alguns dias atrás, aliás, o próprio governador Marcos Rocha já tinha comemorado que nossa agricultura deu um grande salto este ano, em faturamento, quase batendo nos 20 milhões de reais. Para 2022, as perspectivas são melhores ainda.  

ESTADO ANTECIPA FERIADO DE 4 DE JANEIRO PARA A SEGUNDA-FEIRA E EMENDA FERIADÃO DE FINAL DE ANO

O feriado de terça-feira não será mais na terça. O governo rondoniense acatou pedido de lideranças do setor empresarial e antecipou o feriado de instalação do Estado de Rondônia do dia 4 para o dia 3. Ou seja, o feriadão de ano novo seguirá até a segunda-feira, dia 3, porque na terça tudo voltará ao normal. A programação festiva ainda não foi divulgada, para as comemorações de 40 anos da transformação de Rondônia de Território Federal em Estado. O governador Marcos Rocha, nesta semana, está diminuindo suas atividades, porque também foi atacado pela forte gripe que já colocou centenas de rondonienses na lona, muitos acamados, alguns poucos com sintomas mais graves e, infelizmente, seis óbitos registrados até o início da semana. Sobre a data que marca a vida dos rondonienses, um dos personagens que lembra bem a data de quase quatro décadas atrás é o conhecido fotógrafo Rosinaldo Machado, que tem hoje o maior acervo de imagens fotográficas da nossa história, desde a instalação do Estado. Machado, aliás, está tentando, em vão, repassar seu acervo para o Estado, mas até agora não teve êxito. Ele foi, aliás, o fotógrafo oficial do primeiro governador rondoniense, o Coronel Jorge Teixeira, personagem inesquecível da nossa história.

"SE A CAERD NÃO CONSEGUE PAGAR SEUS FORNECEDORES, DEVE ABRIR MÃO DA CONCESSÃO", SENTENCIA MAGISTRADO

"Se a empresa de economia mista não tem condições de pagar seus fornecedores, deve abrir mão da concessão". Essa é uma das frases mais duras na sentença assinada pelo juiz Ilisir Bueno Rodrigues, da 3ª Vara Cível de Porto Velho, em primeira instância, ao indeferir pedido da Caerd, para que a Energisa fosse obrigada a religar a energia elétrica cortada da estatal, na sua unidade localizada no Parque Amazônia. A Caerd alegou que a dívida inexiste e que pelo menos 800 famílias serão prejudicadas, pois ficarão sem abastecimento. O magistrado decidiu que o fato da execução judicial ser diferenciada, "não exime qualquer ente público de pagar os seus fornecedores" e destacou, na mesma sentença, que a Caerd não pagou centenas de milhares de reais". Foi mais longe: destacou que "a Caerd sempre negligenciou o pagamento do fornecedor de energia elétrica, sendo que isso gerou débitos astronômicos, de centenas de milhões de reais". Ainda na visão do dr. Ilisir, "conceder a tutela de urgência solicitada pela estatal corresponderia a isentá-la de pagar as faturas mensais dos serviços que utiliza, o que não é jurídico, nem razoável". Na mesma decisão, o magistrado pondera que "é notório, em razão da multiplicidade de processos, que a requerente, Caerd, sempre negligenciou o pagamento do fornecedor de energia elétrica, sendo que isso gerou débitos astronômicos, de centenas de milhões de reais". Encerrou, ao indeferir o pedido da Caerd, decidindo que "desta forma, considerando que não há comprovação do pagamento das faturas mensais, em princípio, não há como reconhecer ilegalidade no ato praticado pela requerida (Energisa) uma vez que agiu no exercício regular de direito".

DESEMBARGADOR DIZ QUE ENERGISA NÃO É OBRIGADA A FORNECER SEUS SERVIÇOS DE GRAÇA À CAERD

Inconformada com a decisão, a Caerd recorreu. Ficou pior. O desembargador da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça, Marcos Alaor Grangeia, ao analisar o pleito, não foi menos duro com a estatal, hoje com uma dívida aproximada de 1 bilhão de reais e quie, ao que tudo indica, não tem mais como sobreviver, da forma como está, atualmente. O governo do Estado, aliás, está tentando buscar alternativas que incluem até entregar a Caerd à iniciativa privada, mesmo com pagamento simbólico, desde que a empresa assuma as dívidas, mas até hoje não apareceu nenhum interessado.  Já na questão da decisão sobre o caso que envolve Caerd e Energisa, o desembargador o caso, Marcos Alaor destacou, entre outras decisões da sua sentença, que a "Caerd fornece serviço de abastecimento de água aos seus consumidores e recebe pelos serviços prestados, assim como a empresa a Energisa o faz com o serviço de energia elétrica". Portanto, decidiu, "do mesmo modo que a Caerd não é obrigada a fornecer serviços de forma gratuita, os seus fornecedores também não são". Foi além: "é notório o fato de que a estatal", referindo-se à Caerd, "recorre ao Judiciário com o intento de transferir problema de gestão empresarial e de relacionamento com seus credores, o que não é adequado, pois não compete a este Poder resolver as obrigações por ela assumidas, cabendo à agravante, no caso a Caerd, estabelecer estratégias para honrar com os seus compromissos", finalizou.   

QUE VENHA A PRIVATIZAÇÃO DA BR 364, MAS SEM PEDÁGIOS A CADA 100 QUILÔMETROS!

O Ministério da Infraestrutura anuncia o início de um programa de privatizações das BRs país afora, incluindo nele a da BR 364, que liga o Acre e Rondônia ao restante do país. O competente ministro Tarcísio de Freitas, sem dúvida uma unanimidade no governo Bolsonaro, fala com otimismo sobre o novo projeto, que seria de grande importância para o país, ligando praticamente todas as regiões através de rodovias de qualidade, com manutenção contínua e, mais que tudo, duplicadas ou até com terceiras pistas. Não é a primeira tentativa de privatizar a 364, embora que se espere que seja a última, torcendo-se para que apareça algum grupo que aceite fazer um grandioso investimento, para ter retorno ainda lento, porque o volume de tráfego para nossa região é ainda muito aquém do que outras rodovias federais de outras partes do país. É bom lembrar também que a última vez que se tratou do assunto, ainda no governo de Michel Temer, o projeto previa fatiamento dos lotes da BR 364, com implantação de um sistema de pedágio a cada 100 quilômetros. Tomara que a nova tentativa, desta vez no atual governo, não mantenha essa ideia de tirar ainda mais dinheiro do bolso dos motoristas e condutores de veículos. Em breve saberemos mais detalhes do programa de privatizações que pode atingir nossa principal rodovia federal.

BRASIL TEM NÚMEROS SUPERLATIVOS DA VACINAÇÃO E RONDÔNIA SÓ IMUNIZARÁ CRIANÇAS DEPOIS DO SINAL VERDE DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Os números da vacinação no Brasil são expressivos e nos colocam, mesmo com toda a confusão político-ideológica que envolve debates sem fim de governo e oposição, entre os países que, proporcionalmente, mais vacinou sua população, em todo o mundo. Até a terça-feira, dia 28, já haviam sido imunizados nada menos do que 142 milhões de brasileiros, com as duas doses ou dose única, das vacinas para prevenir a doença. Os Estados Unidos, por exemplo, já vacinaram 204 milhões de pessoas, mas isso representa um percentual (62 por cento) menor do que o atingido pelo Brasil. O final da semana, final de ano e início de um novo, o governo brasileiro garante que já terá disponibilizado, entre o que já distribuiu ao país e ao que vai distribuir a partir de agora, nada menos do que 600 milhões de doses de vacinas. Proporcionalmente, estamos entre os países que mais vacinaram, em todo o mundo, mesmo com todas as controvérsias e versões ideológicas, vindas de todos os lados. Em Rondônia, o Boletim 635, do início da semana, indicava que já recebemos um total de 2 milhões e 230 mil doses de vacinas, embora dias antes a Sesau tenha divulgado, também em noticiário que distribuiu à mídia, que já tinham chegado ao Estado mais de 3 milhões de doses. Não se sabe porque a diferença de 770 mil vacinas. Pelas informações do tradicional Boletim, já haviam sido aplicadas na população rondoniense até o dia 9 deste mês (ou seja, os dados oficiais estão atrasados há pelo menos 20 dias), nada menos do que 2 milhões 230 mil vacinas, com duas doses. Continua não havendo informação sobre a dose de reforço, que está sendo usada em todos os municípios. Com relação à vacinação de crianças a partir dos cinco anos, a Sesau diz que ela só iniciará depois do sinal verde do Ministério da Saúde, coisa que não aconteceu até agora.

PERGUNTINHA

Ao começar o novo ano, você espera que ele seja igual, melhor ou, na pior das hipóteses, com mais problemas e tragédias do que houve em 2021?

Fonte: 010 - sergio pires

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/previsoes+para+quem+acredita+nelas+maior+vidente+desde+nostradamus+diz+que+alienigenas+vao+chegar+em+2022/191178

News Rondônia