Domingo, 19 de Dezembro de 2021 - 08:46 (Colaboradores)

L
LIVRE

E assim vamos, de vergonha em vergonha, de impunidade em impunidade!

O primeiro caso ocorreu no Ceará, onde a família Gomes, liderada pelo presidenciável Ciro Gomes, sofreu dura ação da PF

Cada enxadada, uma minhoca. O volume de ações policiais (em todos os estados brasileiros), tanto das polícias locais como da Polícia federal, deixa claro que estamos, novamente, envolvidos num mar de lama, que, imaginávamos, diminuiria depois das punições e das prisões da Lava Jato. Como estão sendo soltos e libertados, como se fosse gente boa, um sem número de bandidos, assaltantes dos cofres públicos, chefes de quadrilha e outros do mesmo nível, é claro que a impunidade acelerou a volta da bandidagem. Denúncias se acumulam, sujando mais biografias, embora muito dos envolvidos estejam se lixando para honra e para seu país, porque só lhes importa mesmo, o próprio bolso, já que não temem as pífias leis brasileiras. Nos últimos dias, algumas ações registradas, fosse em qualquer país sério, caso houvesse real temor do peso da Justiça e de leis decentes, mandaria para a prisão, por décadas, alguns nomes muito conhecidos da nossa vida pública. Certamente, mesmo que condenados aqui e ali, a grande maioria ficará livre, até porque os tribunais que os julgaram inicialmente, podem ser considerados ineptos para tal, portanto, tudo deve começar de novo, mesmo que leve décadas, que sabe até os crimes prescreverem! O roteiro, infelizmente, já conhecemos muito bem, porque esse filme de terror nós, brasileiros decentes, acompanhamos, sem entender como vamos explicar aos nossos filhos o que é ser uma pessoa do bem e o que é ser um criminoso, porque muitas das nossas leis não conseguem separar um de outro, ainda mais quando o ladrão suspeito (e até condenado) é superpoderoso e tem dinheiro para os melhores advogados.

Pegaremos apenas três exemplos, ocorridos nesta semana, para se ver o que (continua) acontecendo neste país da impunidade. O primeiro caso ocorreu no Ceará, onde a família Gomes, liderada pelo presidenciável Ciro Gomes, sofreu dura ação da PF, por suspeita de desvio de milhões de reais em obras superfaturadas num estádio da Copa de 2014, aquela do 7x1. No dia seguinte, outra megaoperação, desta vez aqui no nosso vizinho Acre, pôs um grupo de assessores do governador Gladson Cameli como suspeitos de uma roubalheira, que pode envolver milhões de reais. Claro que empresários também estão no rolo. O governador não foi envolvido, mas a esposa dele está proibida de manter contato com os denunciados. Por fim, a CPI do Consórcio Nordeste, concluiu que ao menos dois governadores da região, dezenas de assessores e empresários formaram uma quadrilha para desviar outros milhões do dinheiro, que deveria ter sido usado para combater a Covid 19, mas enriqueceram bolsos famintos. Respiradores nunca entregues e pagos e outros com superfaturamento de até 1 mil por cento são apenas dois exemplos do que foi descoberto na CPI. E assim vamos, de vergonha em vergonha, de impunidade em impunidade. Pobre do nosso Brasil!

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA BENEFICIA MILHARES DE PRODUTORES DO ESTADO

O evento foi de grande importância. Reuniu um enorme público e várias autoridades, lideradas pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina e pelo governador Marcos Rocha, na tarde da sexta-feira, em Ji-Paraná. Lá estiveram também o presidente nacional do Incra, Geraldo Melo Filho; Acir Gurgacz e Marcos Rogério, representantes da cidade e do Estado no Senado; o líder da bancada federal, Lúcio Mosquini, um dos que mais tem lutado pela regularização fundiária em Rondônia; a deputada federal de Ji-Paraná, Silvia Cristina e a deputada Jaqueline Cassol, entre várias outras personalidades. Na ocasião, foram entregues mais de 14.500 títulos definitivos de terra para produtores rurais, em sua grande maioria os pequenos, que compõem a ampla maioria dos que vivem da terra nestas terras de Rondon.

ROCHA INFORMA QUE AGRICULTURA FATUROU 19 BILHÕES E 200 MILHÕES DE REAIS NESTE ANO

Na ocasião, ao falar com jornalistas, o governador Marcos Rocha destacou a importância da regularização fundiária e aproveitou para destacar que "Rondônia aumentou sua produção de forma incrível", lembrando que em 2018 o setor produtivo faturou 8 bilhões de reais e que agora, em 2021, os negócios da nossa agricultura atingiram o montante de 19 bilhões e 200 milhões de reais.

Ao lado da ministra Sílvia Cristina, Rocha comemorou também o fato de que nosso Estado possui o maior rebanho brasileiro de gado livre da aftosa, sem vacinação. No encontro, Rocha, a ministra e os representantes políticos destacaram a importância da regularização da terra, que dá aos agricultores a segurança necessária para continuarem trabalhando e, ao mesmo tempo, de poderem ter acesso a financiamentos oficiais, para investir e crescer.

REDANO CRIA LEI QUE PROÍBE DESTRUIÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS NAS APREENSÕES AMBIENTAIS

É claro que vai imperar o desejo das ONGs internacionais que mandam na Amazônia e de órgãos federais que, eventualmente abrigados em decretos truculentos e claramente antidemocráticos, criados nos tempos em que a esquerda dominou nosso país, é quem são os únicos donos da verdade, em relação à nossa Amazônia.

Mas o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, o deputado Alex Redano, ao menos teve a coragem de enfrentar esse poderio todo, apresentando ao parlamento projeto que proíbe a queima e destruição de máquinas e equipamentos, apreendidos em ações do Ibama, CMbio e outras instituições, quando agirem dentro do território do nosso Estado. São estas organizações, aliás, que, em nome da defesa da floresta, praticam os mais absurdos atos, com fiscais arvorando-se de magistrados e decidindo quem é culpado, quem não é; o que deve ou o que não deve ser queimado ou destruído. Nessa vergonha que nosso Congresso assiste de braços cruzados, acovardado ante as pressões de organismos que defendem interesses de outros países, não do nosso, com o apoio de parte de órgãos nacionais, parte deles aparelhados pela ideologia, é um silêncio mortal contra essas práticas vergonhosas.

PROJETO CONTRA AÇÃO TRUCULENTA TEVE APROVAÇÃO UNÂNIME NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

"A destruição desses bens no ato de fiscalização ou operação, trata-se de uma ação truculenta e que não permite nenhuma defesa ao cidadão, ataca o direito do devido processo legal, sem nenhuma oportunidade de defesa. A destruição imediata de máquinas, equipamentos, veículos e ferramentas fere o direito de propriedade, fere o direito ao contraditório e da ampla defesa, não podendo o cidadão, mesmo que depois de sua defesa seja inocentado, ter direito a reaver o seu bem, pois que já foi destruído. Da forma como está, ninguém se responsabiliza pela devolução do patrimônio particular e, de todas as formas quem perde é o cidadão", disse o deputado. Ainda na defesa do projeto em plenário, Alex Redano solicitou que "todo o material apreendido em operações ambientais seja entregue a um fiel depositário e, no final do processo, se perdido pelo proprietário, seja encaminhado à prefeituras, associações ou entidades filantrópicas, para que possam fazer o uso social do bem", destacou. O projeto foi aprovado por unanimidade entre os parlamentares presentes na sessão e recebeu elogios dos parlamentares e da sociedade civil, visto que garante direitos e dá destinação certa e justa à coisa apreendida. O projeto segue para sanção do governador Marcos Rocha.     

"ORGULHO", UM NOME QUE SÓ VALE PARA AS FACÇÕES CRIMINOSAS QUE O DOMINAM

Foi mais uma ação "enxuga gelo" da polícia rondoniense no Orgulho do Madeira, uma favela composta por casas e apartamentos populares, onde a ausência do do Estado entregou o domínio total da área ao crime organizado, incluindo uma espécie de Dez Mandamentos, com os bandidos avisando o que se pode e o que não se pode fazer por lá. A grande maioria dos moradores, gente pobre, que viveu durante anos em habitações muito ruins, quando recebeu seu imóvel, vibrou com a nova chance de uma vida menos indigna.

Entregue nas coxas, para aproveitar o período de pré campanha eleitoral, o bairro todo começou a ser habitado, tendo hoje mais de 12 mil moradores, sem qualquer estrutura de segurança. Surgiu praticamente uma mini-cidade na zona leste de Porto Velho, sem estrutura e praticamente convidando o crime organizado a “organizar” tudo por lá. Nesta semana, num velório de um jovem morto a tiros, os moradores assistiram, desesperados, a um tiroteio onde se calculou que mais de 100 disparos foram feitos. Felizmente, ninguém morreu. No dia seguinte, a polícia foi ao local e prendeu dois traficantes, que, jã nesta semana, estarão livres de novo, protegidos pelas ridículas leis brasileiras. Enquanto isso, o Orgulho só faz jus ao nome para s bandidagem que o tomou...

FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: MEMBROS DO MP DAQUI SÃO HOMENAGEADOS

Mais que merecido. Dois destacados promotores rondonienses foram homenageados, com toda a justiça (com o perdão do trocadilho!), pelo trabalho diferenciado, cheio de avanços e batalhas vencidas, nas questões da defesa da mulher. Ambos receberam a “Cruz do Mérito Cívico e Cidadania”, da Câmara Brasileira de Cultura. Héverton Aguiar e Tânia Garcia Santiago, representantes do atuante Ministério Público de Rondônia, receberam medalha e diploma de honra ao mérito. Ambos tem se destacado numa luta contínua contra a violência à mulher, principalmente daquela que é vítima na própria casa. Héverton Aguiar, que quando responsável pela promotoria em defesa da mulher fez um trabalho que mereceu elogios de todos os setores da sociedade, continua neste grande esforço, agora ao lado da Dra. Tânia Santiago, personagem que também enriquece o esforço para que o atual quadro lamentável de ataques contra as mulheres diminuam. Os dois representantes do MP merecem todo o destaque nacional que receberam!

NOVA RODOVIÁRIA FICA PRONTA EM DOIS ANOS E PRIMEIROS 22 MILHÕES DE REAIS JÁ ESTÃO LIBERADOS

É tão incrível, tão cheio de inovações e beleza, tão moderno e de visual quase inacreditável, que o novo prédio da Rodoviária de Porto Velho parece até uma obra de ficção. A Prefeitura da Capital jura que não é e que desta vez a obra sai sim, embora vá demorar dois anos para ficar pronta. Pouquíssimo tempo pela frente, para uma cidade que há umas três décadas, morre de vergonha do prédio apelidado de Rodoviária, que hoje recebe ônibus e passageiros, no centro da cidade. Embora ainda se conteste se o local atual é o melhor para abrigar a novíssima e gigantesca Rodoviária, não há como não elogiar o trabalho técnico que criou o projeto, todos torcendo para que ele seja mesmo realizado. Na semana passada, o Estado passou a responsabilidade de construção da nova obra, que pode custar até 30 milhões de reais. Os primeiros 22 milhões já estão liberados, graças a uma emenda da deputada federal Mariana Carvalho. O lançamento do projeto foi feito durante encontro do prefeito Hildon Chaves com a imprensa, nesta semana que termina, quando ele também fez um amplo balanço do que seu governo realizou neste ano. 

GRIPE PARECIDA COM A COVID LOTA POSTOS DE SAÚDE E HÁ AO MENOS TRÊS CASOS MUITO GRAVES

Postos de saúde, UPAs e até hospitais particulares, atendendo os planos de saúde, tiveram centenas de atendimentos a mais nos últimos dias. E a causa, ao menos neste momento, não foi de novos contaminados pela Covid 19, embora o número deles continue alto, em todo o Estado. Desta feita, foi a gripe que atingiu centenas e centenas de rondonienses. Pelo menos três dezenas deles estão internados nos hospitais públicos e privados e, até a sexta-feira, havia registro de pelo menos três casos gravíssimos nas UTIs. Um dos motivos onde a cepa gripal tenha atingido tanta gente é explicado pelas autoridades de saúde: poucas pessoas se vacinaram contra a doença, na campanha deste ano. Deve-se destacar, contudo, que mesmo aqueles que receberam a vacina, não ficaram livres da forte gripe, embora, nestas pessoas, ela não tenha tido agressividade maior. O surto causou também grande corrida às farmácias e locais que fazem teste da Covid, porque os sintomas são bastante semelhantes. Numa importante farmácia da cidade, que faz os testes, num só dia, de 120 pessoas atendidas, 110 tinham apena gripe e em 10, foi detectado o vírus da Covid.

IEDA CHAVES COMEMORA ENTREGA DE 11 MIL CESTAS BÁSICAS Às FAMÍLIAS CARENTES

Antes do Natal, a primeira dama de Porto Velho, Ieda Chaves, comemorou um resultado bastante significativo, em uma das grandes ações sociais que comandou neste ano. Nas redes sociais, Ieda destacou o resultado de 11 mil cestas básicas entregues às famílias carentes, neste ano. Escreveu: “é muito emocionante esse momento para mim. Só quem está do meu lado sabe o quanto lutamos para arrecadar essa quantidade de alimentos, para que muitas famílias pudessem ter um fim de ano com dignidade e comida na mesa. Foram mais de 11 mil cestas básicas entregues em 2021.

Encerramos esse ciclo com doze toneladas de alimentos entregues para mais de mil famílias, eu não poderia estar mais realizada com esse propósito. Foram mais de 100 associações atendidas com cestas básicas. A pauta da fome é algo muito urgente, quem não come não dorme, não estuda, não trabalha, não vive. Só de imaginar que mais de mil famílias vão ter o que comer neste Natal, fico emocionada. Que venha 2022 com novas oportunidades e possibilidades para ajudarmos o próximo. Que alegria ter tantos parceiros que estão sempre prontos para nos estender a mão. É uma satisfação poder fazer parte dessa corrente do bem”, concluiu.

PERGUNTINHA

Você já comprou todos os presentes para o Natal ou ainda está esperando pela segunda parcela do 13º, para não deixar ninguém de fora?

Fonte: Sergio Pires - NewsRO

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/e+assim+vamos+de+vergonha+em+vergonha+de+impunidade+em+impunidade/190583

News Rondônia