Quinta-Feira, 16 de Setembro de 2021 - 18:14 (Economia)

L
LIVRE

Botija de Gás vendida em Rondônia é a mais cara do norte: R$ 121 reais

O Acre (AC) está empatado com Pará (PA), Minas Gerais (MG), São Paulo (SP) e Santa Catarina (SC), com o valor de R$ 120,00 reais.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou nesta semana os preços médios da botija de gás [GLP] de cozinha vendidas nos estados brasileiros. Segundo a autarquia, o preço continua apresentando alta, com destaque para a região centro-oeste que vem negociando a R$ 135,00 uma botija, alta de 3,8%.

Mato Grosso (MT) é o Estado que tem o maior preço, enquanto Sergipe (SE) tem o mais baixo, R$ 95,00 reais. Rondônia o vasilhame está sendo negociado a R$ 121,00 reais. O preço é o maior da região norte. Por falar em norte, Amazonas (AM), Tocantins (TO) e Roraima (RR), o valor é R$ 115, respectivamente. No Amapá (AP), a botija custa R$ 117 reais.  

O Acre (AC) está empatado com Pará (PA), Minas Gerais (MG), São Paulo (SP) e Santa Catarina (SC), com o valor de R$ 120,00 reais.

Acima de Rondônia, o valor encarece ainda mais no Paraná (PR) e Rio Grande do Sul (RS) com preço médio de R$ 125,00.

Para a disparada no valor do gás, a ANP acredita que seja o "reajustes promovidos pela Petrobras em suas refinarias, onde o gás é produzido, empurraram os preços para cima em todo o Brasil". Vale lembrar que a Petrobras elevou o preço do GLP em 6% em meados de junho  e depois mais 6% em julho.

Fonte: News Rondônia

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/botija+de+gas+vendida+em+rondonia+e+a+mais+cara+do+norte+r+121+reais/183632

News Rondônia