Segunda-Feira, 26 de Julho de 2021 - 09:18 (Geral)

L
LIVRE

Delegado assassinado prendeu homem que matou idosa em Abunã; crime ocorreu em 2019

José Walney Calixto de Oliveira, tinha 44 anos dois filhos, uma jovem de 18 e um menino de 4 anos.

A informação é que na noite do sábado, (24) o delegado José Valney Calixto de Oliveira teve um desentendimento com o gerente de um posto de combustíveis, identificado como Rafael Simão da Silva, 37 anos. Os dois participavam da mesma festa em uma chácara, na Estrada dos Periquitos, zona rural de Porto Velho.

Testemunhas ouvidas pela Polícia disseram que o desentendimento iniciou, após Rafael acertar as costas de Valney Calixto com uma pedra de gelo. Houve um princípio de confusão. O delegado teria sido contido por amigos que também seriam policiais civis. Walney Calixto disse aos amigos que iria embora e chamado por aplicativo. No caminho, a informação é ele retornou para a festa, se dirigido até Rafael o questionando acerca do episódio.

Os ânimos se exaltaram. Rafael teria sacado a arma no tempo em que o delegado também. Neste momento começaria uma intensa troca de tiros. Walney Calixto morreu no local, antes mesmo do socorro chegar. A perícia constatou que ele foi atingido por quatro disparos atingindo a cabeça e o pescoço. O gerente do posto de combustível foi levado para a Policlínica Ana Adelaide, mas não resistiu e também veio óbito. 

O delegado da Polícia Civil que investiga os crimes, Júlio César Árabe, disse que o projeteis encontrados no corpo do delegado, não são apenas de uma única arma de fogo. Não está descartada agressão física.

Um homem conhecido por Edpo foi ouvido e entrado em contradição. Ainda está sendo apurado, mas uma [das armas] possivelmente usada para o crime tem o registro no nome do suspeito e munição deflagrada. A Polícia também encontrou outros armamentos de posse do acusado.

Rafael Simão da Silva estava junto com pessoas de um grupo identificado como “Pega Pomba”. A polícia apura se a versão dada por eles, de que o delegado teria retornado para a festa seja mesmo verdadeira. O delegado Júlio César discorda. Tal fato pode provar que Walney Calixto tenha sido interceptado pelo grupo quando decidiu ir embora. A hipótese vai ser apurada.

A Polícia quer ouvir todos os integrantes do grupo. Saber por qual motivo andavam armados. Um crime ainda rodeado de mistérios e repostas a serem completadas.

José Walney Calixto de Oliveira, tinha 44 anos dois filhos, uma jovem de 18 e um menino de 4 anos. Ele era separado e segundo informações morava com os pais. Entre os casos de maior repercussão que esteve a frente, está o crime da idosa Ângela Cortez de Moraes, assassinada no Distrito de Porto Velho, Abunã, no dia, 10 de agosto de 2019.

Oito meses após o ocorrido, a equipe de comandada por Walney Calixto prendia Felipe da Silva Rocha, na época o principal suspeito. Em abril de 2020, o homem foi a julgamento e condenado pela autoria do crime a pena de 30 anos de prisão.

Até as 15h30 de domingo (25) o corpo do delegado da Polícia Civil José Valney Calixto de Oliveira, o (Vaney Calixto) continuava no Instituto Médio Legal (IML), de Porto Velho (RO). 

Fonte: NewsRondonia

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/delegado+assassinado+prendeu+homem+que+matou+idosa+em+abuna+crime+ocorreu+em+2019/179049

News Rondônia