Sexta-Feira, 30 de Abril de 2021 - 17:50 (Geral)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

Vítima de violência doméstica passa a contar com medida protetiva contra ex-marido agressor

O registro dessa ocorrência consta dos arquivos da Delegacia da Mulher através da UNISP.

Porto Velho, RONDÔNIA – Jovem de 21 anos, com medo de morrer, na manhã do último sábado (24.04), registrou ocorrência na Unidade Integrada de Segurança Pública (UNISP), na Zona Leste, em desfavor do ex-marido acusado de tentativa de homicídio a golpes de faca em circunstância desesperadora.

Segundo a queixosa - que terá a identidade preservada a pedido e que já retornou para a casa da mãe em várias outras situações -, ‘essa não é a primeira vez que sou ameaçada por ele’. Ela afirmou, na Delegacia, que o acusado, também, puxou faca apara o próprio pai que tentou intervir no caso.

A vítima, ao demonstrar bastante medo, declarou ainda que, ‘dessa vez a coisa passou dos limites e tive coragem para denunciá-lo a Policia’. Porém, durante as agressões, o acusado se apossou de um aparelho celular e outros objetos pessoais. Além de roupas.

Na presença da mãe – que declarou não concordar com o relacionamento da filha com o acusado - ‘minha filha confessou que já foi espancada por um irmão dele e chegou em nossa casa ensanguentada’. O registro dessa ocorrência consta dos arquivos da Delegacia da Mulher através da UNISP.

A vítima relatou que em outros casos de separação (?), chegou a ser monitorada pelo acusado, sempre armado de faca, quando ia - por alguma necessidade de segurança alimentar ou outro atendimento - à casa da mãe. Ela disse, ainda, que, ‘dessa vez, espero que as autoridades tomem providências e me concedam medida protetiva ampliada e o mantenha, ao menos 500 metros de distância da casa de meus familiares’.

Na primeira ocorrência, a vítima chegou a ser submetida a Exame de Corpo de Delito, mas, declarou que, ‘nunca foi chamada a se manifestar na fase de abertura de Inquérito Policial no âmbito da delegacia da Mulher. Ela atribuiu, no entanto, que não entende de lei e que, por isso, ‘dessa vez, quero a ajuntada das ocorrências do meu caso, a fim de me proteger e a minha família’.

NA UNISP x DEAM – Na segunda-feira passada (26.04), a vítima prestou novas informações ao Delegado titular da UNISP – o horário não foi divulgado pela família. Na ocasião, a vítima foi acompanhada do padrasto e, de agora em diante, o advogado que acompanharão o caso até a fase de instrução junto ao Ministério Público e ao Judiciário.

FATO NOVO – No domingo passado (25.04), o acusado identificado como J.H.M.T, 23, (Vide BO 57827/2021, versão 3) voltou à casa da mãe da vítima em companhia dos pais na tentativa de obter uma nova reconciliação. A investida foi infrutífera. E a negativa da ex-mulher fez com que o acusado, num ato de fúria, danificasse parte do imóvel depois de arremessar uma pedra. Além de destruir a rede de água da CAERD da casa.

De acordo com o advogado da vítima, João Roberto Soares, ‘por esse ato, considerado tresloucado, o acusado, deve responder na Justiça pelo crime cometido contra a ex-mulher’. Para isso, de forma natural, o delegado do caso assegurou à vítima que contará com o benefício de uma medida protetiva’. Porém, familiares devem renovar pedido semelhante à Justiça para que o acusado se mantenha ‘muito distante da vítima e de seus familiares.

Fonte: News Rondônia

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/vitima+de+violencia+domestica+passa+a+contar+com+medida+protetiva+contra+ex+marido+agressor/171165

News Rondônia