Sabado, 09 de Janeiro de 2021 - 09:32 (Coronavírus)

L
LIVRE

Primeiro país ocidental a iniciar imunização, Reino Unido aprova sua 3ª vacina contra Covid

Uma terceira vacina Covid foi aprovada para uso no Reino Unido.

Ela é fabricada pela empresa americana Moderna e funciona de forma semelhante à da Pfizer que já está sendo oferecida pelo NHS, o sistema de saúde pública britânico.

O Reino Unido encomendou 10 milhões de doses extras desta vacina, elevando o pedido total para 17 milhões, mas os suprimentos não devem chegar até a março.

Cerca de 1,5 milhão de pessoas no Reino Unido receberam pelo menos uma dose da vacina covid até agora.

Isso inclui quase um quarto das pessoas com mais de 80 anos na Inglaterra.

As vacinas estão sendo dadas primeiro aos mais vulneráveis, conforme estabelecido em uma lista de nove grupos de alta prioridade, cobrindo cerca de 30 milhões de pessoas no Reino Unido.

O primeiro-ministro disse que o objetivo é vacinar 15 milhões de pessoas no Reino Unido até meados de fevereiro, incluindo residentes e funcionários de lares, funcionários da linha de frente do NHS, todos com mais de 70 anos e aqueles que são clinicamente extremamente vulneráveis.

O secretário de Saúde e Assistência Social, Matt Hancock, disse: "Esta é outra grande notícia e outra arma em nosso arsenal para domar esta doença terrível."

O Reino Unido havia pedido originalmente 7 milhões de doses, mas aumentou em 10 milhões para imunizar ainda mais pessoas o mais rápido possível.

Nadhim Zahawi, ministro da implantação de vacinas, disse: "O NHS está fazendo todos os esforços para vacinar aqueles que estão em maior risco o mais rápido possível, com mais de mil locais de vacinação em todo o Reino Unido até o fim de semana para fornecer acesso fácil a todos, independentemente de onde vivam".

"A vacina da Moderna será um impulso vital para esses esforços e nos ajudará a voltar ao normal mais rápido."

Esse imunizante requer temperaturas de cerca de -20°C para o transporte — semelhante a um freezer normal.

Em comparação, a da Pfizer/BioNTech requer temperaturas próximas a -75°C, tornando a logística de transporte muito mais difícil.

Já a da AstraZeneca é mais fácil de armazenar e distribuir, pois pode ser mantida na temperatura normal da geladeira.

Todas essas vacinas requerem uma segunda injeção de reforço, mas é provável que a primeira dose seja administrada ao maior número possível de pessoas.

Em testes com mais de 30 mil, a vacina Moderna ofereceu quase 95% de proteção contra a covid grave.

Nenhuma vacina é 100% eficaz e leva tempo para que a proteção individual e coletiva seja construída. Para todas as vacinas contra a covid-19, ainda não sabemos quanto tempo vai durar a imunidade.

Pessoas que receberam uma vacina contra o coronavírus devem continuar a seguir as regras de distanciamento social para se protegerem e aos outros.

Reguladores da União Europeia já aprovaram a vacina Moderna, que é um novo tipo chamado vacina de mRNA que usa um pequeno fragmento do código genético do vírus pandêmico para ensinar o corpo a combater a covid-19 e construir imunidade.

Fonte: Michelle Roberts BBC

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/primeiro+pais+ocidental+a+iniciar+imunizacao+reino+unido+aprova+sua+3+vacina+contra+covid/163144

News Rondônia