Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019 - 22:11 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: LOBO DISFARÇADO

O Parlamento da Áustria vetou, em moção encaminhada ao governo, o acordo firmado entre a União Europeia e o Mercosul trazendo um argumento interessante: motivos ambientalistas.

“É preciso analisar se Lula deveria mesmo ter sido julgado em Curitiba”.– Gilmar Mendes STF

1-“O sertão vai virar mar...”

Cantavam Sá & Guarabira de olho no “Velho Chico”. Um dia se falou que a transposição do rio seria a redenção do Nordeste e com muitas brigas e testosterona em lugar de planejamento lá se fez o canal com os problemas conhecidos como valores, corrupção, propina, etc. O tempo passa e quem fez e desfez vai contar como foi a coisa.

A PF está na cola do ex-ministro da Integração, o atual líder do governo Fernando Bezerra do MDB-PE, por ordem do STF. A defesa diz que isso é pela “atuação política e combativa do senador contra determinados interesses dos órgãos de persecução penal”. Contra o argumento da força, a força do argumento. Aí tem!

2-Tiro ao pato...

Que fique claro: a PF tem subordinação ao Ministério da Justiça, mas o seu Diretor Geral age por determinação das ordens judiciais pois a PF é polícia judiciária.

E como ficará o delegado Dr. Maurício Valeixo que voltou de férias hoje e o ministro Sergio Moro que afiançou a sua permanência que estava por um triz na direção da PF? Para não esquecer, a ação da PF é contra o líder do governo no Senado e o Capitão não aceita ser pego de calças curtas. Valeixo ou Moro podem pagar o pato e Bolsonaro já chamou o Moro para uma conversa hoje à tarde...

Além de correr atrás do senador Bezerra, a PF está com a 2ª fase da Operação Spoofing. Agora com 2 mandados de prisão temporária e 4 mandados de busca e apreensão autorizadas pelo juiz federal da 10ª Vara da Justiça em Brasília, 30 policiais federais estão em mais um baculejoem São Paulo, Sertãozinho e Brasília. Cercadas de sigilo desde a primeira fase, as investigações miram, além dos autores da do hackeamento de mensagens de autoridades, os beneficiários e financiadores da operação. O Molição que duvidou da PF já está devidamente engaiolado.

O Parlamento da Áustria vetou, em moção encaminhada ao governo, o acordo firmado entre a União Europeia e o Mercosul trazendo um argumento interessante: motivos ambientalistas. O veto ainda não é oficial, porque o acordo deve passar pelo Conselho Europeu, antes de receber o crivo do parlamento de cada um dos países do bloco. A Áustria se antecipa aos fatos e com o argumento ambientalista oculta o que é sabido a proteção comercial aos seus produtos.

“Não está morto quem peleia”, diz o bruxo Carlos Sperança e Dallagnol, vai nessa. Ovacionado ao abrir o Congresso Paranaense de Radiodifusão, disse: “Recebi o convite como expressão do compromisso da entidade com a busca de um país melhor" e falou de tudo por mais de uma hora. Reclamou dos ataques contra a Lava Jato com base no vazamento do Intercept. "A Lava Jato tem sido alvo de acusações falsas feitas com base em mensagens descontextualizadas ou deturpadas" e acrescentou que há um ambiente de "revanchismo" que aumenta a pressão para que ele e os outros procuradores membros da força-tarefa sejam punidos pelo CNMP. Amanhã irá ao congresso Sergio Moro. Para variar a expectativa é de aplausos.

leoladeia@hotmail.com

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/politica+murupi+lobo+disfarcado/137075

News Rondônia