Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2019 - 15:32 (Pecuaria)

L
LIVRE

AUDITORIA ATRAVÉS DO PROGRAMA QUALI-SV É PRIMEIRO PASSO PARA SUSPENSÃO DA VACINAÇÃO CONTRA AFTOSA EM RONDÔNIA

O Programa está instituído desde 2017 e Rondônia já foi auditada pelo Quali-SV, contudo, a ferramenta passou por atualização e o Mapa entendeu ser importante uma nova avaliação

Auditoria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que será realizada em outubro nas regionais da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), através de metodologia do programa Quali-SV (Qualidade do Serviço Veterinário), será o primeiro grande passo para que o estado seja considerado área livre de Febre Aftosa sem vacinação.

O Programa está instituído desde 2017 e Rondônia já foi auditada pelo Quali-SV, contudo, a ferramenta passou por atualização e o Mapa entendeu ser importante uma nova avaliação. Para que não haja discrepância no que será apresentado pelas regionais e unidades de fiscalização da Idaron, Médicos Veterinários, supervisores e fiscais, servidores da Agência, desde a última segunda-feira (9), participam de um curso pré-auditoria sobre a nova metodologia da Quali-SV.

“É uma atividade importante, considerando que Rondônia está pleiteando essa condição diferenciada de área livre de Aftosa sem vacinação”, salientou o presidente da Agência, Júlio Cesar Rocha Peres.

A atividade será desenvolvida durante toda a semana, até sexta-feira (13). Na tarde de quinta e manhã de sexta, haverá aula prática para que sejam identificados pontos fracos e fortes e o que deve ser ajustado. “Essa é a oportunidade que temos para alinhar as informações dos programas estratégicos de defesa sanitária animal, em especial a avaliação do estado em relação ao serviço veterinário oficial, para a retirada da vacinação de Febre Aftosa”, salientou Júlio Cesar.

Segundo a palestrante Bethyzabel dos Anjos, a avaliação pelo Quali-SV é uma parte importante desse processo de avanço da condição sanitária em Rondônia.

As atividades da semana contam com participação de uma auditora do Ministério da Agricultura e um auditor de representatividade local, da Superintendência Federal de Agricultura, além de todas as regionais e maioria dos médicos veterinários, fazendo um alinhamento de postura, de investimento, realização de serviços, adequação de prédios e organização documental.

Bethyzabel dos Anjos Santos Correia de Araújo, auditora fiscal federal agropecuária do Ministério da Agricultura, diz que o Departamento de Saúde Animal entendeu ser importante fazer uma divulgação da ferramenta Quali-SV, uma vez que a ferramenta possibilita uma avaliação fiel dos estados em relação aos serviços veterinários estaduais. “Ela busca tirar uma fotografia da condição atual e futura do estado. A Agência Idaron vai passar por uma auditoria em outubro, na qual será utilizada a Quali-SV, daí a importância de se conhecer bem a ferramenta”, destacou.

Segundo Bethyzabel dos Anjos, essa avaliação é uma parte importante desse processo de avanço da condição sanitária. “Além da avaliação pela Quali-SV, o Estado tem outras ações que já estão sendo desenvolvidas e que vão compor uma base para que o departamento e o estado tome a decisão de avançar para uma condição diferente, que é a zona livre de Febre Aftosa. A avaliação é uma parte dessa tomada de decisões”, explicou.

Ricardo Alves, supervisor de Vilhena, e Alan Gardel Batista, supervisor de Pimenta Bueno, elogiaram a iniciativa e falaram da importância do alinhamento sobre o Quali-SV.

Ricardo Alves, supervisor de Vilhena, elogiou a iniciativa. “Participei de curso semelhante em 2017, quando foi feita uma auditoria pelo Mapa em Rondônia. A metodologia aplicada foi a da Quali-SV, que está sendo renovada. É uma ferramenta bem explicativa e que vem para melhorar as auditorias, tornando as ações muito mais claras em comparação ao que era feita antigamente”, comentou.

Alan Gardel Batista, supervisor regional de Pimenta Bueno, também teceu elogios ao curso. “É a primeira vez que participo de um treinamento como esse, mas entendo que será de muita valia, uma vez que está tirando todas as dúvidas dos fiscais, que são o alvo principal dessas atividades”.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/auditoria+atraves+do+programa+quali+sv+e+primeiro+passo+para+suspensao+da+vacinacao+contra+aftosa+em+rondonia/136527

News Rondônia