Terça-Feira, 12 de Março de 2019 - 18:06 (Economia)

L
LIVRE

60% DAS LOJAS ONLINE FECHA NO PRIMEIRO ANO DE ATIVIDADE

Incumprimento de regras básicas de marketing, concorrência intensa e lógicas de mercado em constante evolução criam, aqui, dificuldades reais para quem deseja iniciar o seu negócio e levar a cabo uma atividade online.

O crescimento do setor do e-commerce tem apresentado crescimentos visíveis ao longo dos anos. Em 2017, este crescimento rondava os 12% e os números de 2018 foram ainda mais impressionantes. Ainda assim, a verdade é que cerca de 60% das lojas online não ultrapassa um ano de existência e que 80% abrem falência antes dos 18 meses de atividade.

Incumprimento de regras básicas de marketing, concorrência intensa e lógicas de mercado em constante evolução criam, aqui, dificuldades reais para quem deseja iniciar o seu negócio e levar a cabo uma atividade online.

As dificuldades apresentadas, a par com os constrangimentos económicos e com a quantidade de empresas que, diariamente, se lança no setor digital, são muitas vezes responsáveis pela desmoralização dos jovens empresários, levando-os a desistir da sua atividade, antes que a mesma tenha uma real oportunidade de sucesso.

Os números – divulgados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) – levantam inúmeras questões sobre o setor e a segurança efetiva de uma aposta no meio digital. 

E-commerce: do sonho à falência

O cenário que permeia o setor do e-commerce não será, à partida, algo que possamos considerar como negativo. Os números, que apontam para um crescimento efetivo e intenso, ao longo dos anos; deixam ficar clara a ideia de que este é um mercado em expansão e no qual a aposta será potencialmente segura.

Levados pelo sonho de criarem o seu próprio negócio, muitos jovens empresários (e outros menos jovens) têm demonstrado empreendedorismo e iniciado a sua atividade, criando lojas online. 

Os números apresentados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, no entanto, não é animador, sendo que, entre aqueles que se lançam na aventura da pequena empresa (incluindo lojas online e espaços digitais), 7% acabam por desistir devido à ausência de lucro; 20% não têm capital suficiente para se manter em atividade e 60% acaba por encerrar em menos de um ano. 

Embora uma má gestão de recursos possa estar na origem do problema, havendo algumas lojas online com claras debilidades no que diz respeito à construção da marca, ao design digital e à própria promoção de conteúdos; a verdade é que a peça mais importante no momento de manter este tipo de negócio – e que frequentemente falha – é a motivação. 

A ciência tem vindo a comprovar, mediante estudos diversos, que as questões emocionais (nomeadamente a inteligência emocional) é essencial para que o empreendedorismo possa ser, efetivamente, bem sucedido.

Assim, além da gestão logística e das questões de marketing digital – evidentemente fundamentais para o sucesso de qualquer negócio – existe um fator emocional a considerar no momento de garantir que um determinado espaço digital consegue cumprir os objetivos estipulados pelo seu criador. 

A motivação é essencial para o sucesso e, por isso, uma boa estratégia para garantir que uma empresa online não terá o infortúnio da falência será a estipulação de objetivos claros e a procura de frases de motivação e de exemplos de sucesso que possam contribuir para que não se desista antes de tentar todas as fórmulas para o êxito. 
Empresas que fogem às estatísticas

Embora os números possam ser algo assustadores para os empreendedores que estejam iniciando o seu percurso pelo setor do e-commerce, a verdade é que também existem casos de sucesso. 

Estes casos de sucesso acontecem com diversos tipos de loja online, sendo este um mercado em crescimento e que tem, cada vez mais, uma procura por parte dos consumidores nacionais. 

Atualmente, as opções de gestão podem contribuir para ajudar os novos empresários do mundo digital a obter o sucesso pretendido. Alguns modelos, como o dropshipping, servem para ajudar a criar estruturas mais organizadas de gestão, que permitem ao criador da empresa ter o tempo e a disponibilidade para se dedicar a outras questões, como o marketing e a promoção na mídia social

Não fazer parte das estatísticas que nos indicam uma taxa de falha de 60% das lojas de e-commerce no primeiro ano de atividade, no entanto, implica mais do que uma estrutura sólida. Fatores emocionais têm vindo a demonstrar-se essenciais e o contacto com outros empreendedores, com casos de sucesso e com frases de motivação pode fazer a diferença. 

No Brasil, algumas lojas online têm vindo a provar, justamente, que o e-commerce pode dar frutos, tendo se tornado casos incontornáveis de sucesso. Algumas empresas, como as famosas Dafiti, Netshoes ou Camiseteria são a prova de que com a estratégia indicada e um pouco de perseverança, tudo pode ser feito e conquistado. 

Outras empresas têm, ao longo dos anos, vindo a juntar-se a estes exemplos de sucesso, conquistando públicos abrangentes e um lucro efetivo. Assim, se comprova que a motivação tem, de facto, um papel importante na conquista dos objetivos e do êxito pretendido.

Fonte: assessoria / NewsRondônia

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/60+das+lojas+online+fecha+no+primeiro+ano+de+atividade/126525

News Rondônia