Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2018 - 09:47 (Cidades)

L
LIVRE

TRANSPORTE ESCOLAR DE CACOAL PÕE EM RISCO A VIDA DE ESTUDANTES

Um dos veículos quebrou uma das rodas, quando transporta os profissionais, que vinham da escola José Mario Vasconcelos

A denúncia de irregularidades no transporte escolar de estudantes e professores, em Cacoal, foi feita pelo vereador Mario Moreira (Jabá) no Ministério Público Estadual, após ouvir gestores educacionais, pais e estudantes. A secretária Municipal de Educação, Roseli Dias, confirmou que 17 ônibus precisam de peças de reposição, alegou que esses veículos não estão circulando. Informação inverídica, tanto que um dos veículos quebrou uma das rodas, quando transporta os profissionais, que vinham da escola José Mario Vasconcelos do setor Prosperidade retornando para escola Claudio Manoel da Costa por falta de manutenção.

Em uma fiscalização realizada por agentes de trânsito e vereadores de Cacoal, para averiguar indícios de irregularidades na documentação dos veículos, validade dos extintores, condições dos pneus, itens de segurança e número dos chassis foi constatado irregularidades em cinco ônibus e omissão por parte da Secretaria de Educação em permitir a circulação dos veículos.

“Só aqui no pátio da Secretária de Obras de Cacoal tem muitos veículos em estado deplorável. Tem ônibus faltando pneu, retrovisor e embreagem. Há poucos dias, os professores se recusaram a ir em um ônibus, sendo 12 professores, quatro iriam em pé e oito sentados, que se recusaram a sair. Está certo eles. Olha que absurdo aqui na Obras, cinco veículos do transporte escolar em total abandono. Isso é vexatório”, desabafou Mario Moreira (Jabá), vereador.

Tem ônibus faltando pneu, retrovisor e embreagem. Há poucos dias, os professores se recusaram a ir em um ônibus, sendo 12 professores, quatro iriam em pé e oito sentados, que se recusaram a sair. Está certo eles. (…) Isso é vexatório.

Os investimentos parados

Problemas são enfrentados sempre no dia a dia de alunos e familiares.

Dos 25 ônibus destinados a Cacoal entregues na gestão da prefeita Glaucione Rodrigues através de um convênio com o Governo do Estado, 17 deles estão em situação irregular ou sem peças de reposição. “Infelizmente, às vezes a empresa vende e não tem a peça ou vende e não tem a certidão para empenhar. Acredito que essas peças, não são peças que causam acidentes. Temos informações que a empresa não conseguiu adquirir as peças de reposição. Já abrimos processos licitatório e não tem empresas interessas em participar”, detalhou Roseli Dias, secretária de Educação.

No pátio da Secretária de Obras a reportagem constatou ainda um micro-ônibus adquirido com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Ministério da Educação, em total abandono. Sobre a falta de merenda escolar denunciada por vereadores, a secretária de Educação disse que o problema já foi solucionado. Mesmo havendo ainda denuncias de escolas que estão desassistidas.

Abandono de frota

Chama atenção na gestão da prefeita Glaucione Rodrigues a quantidade de veículos e tratores abandonados no pátio da Secretária de Obras. Tem Tratores e retroescavadeira adquiridos em 2014 para a Secretaria de Agricultura. Tratores parados por falta de escapamento e um bomba. Um ônibus que deveria atender o Centro de Reabilitação Neurológica Infantil de Cacoal  (Cernic) fruto de convênio de Ministério da Defesa de 2016, nunca foi utilizado. Além de ambulâncias, caçambas, caminhões, Kombi escolar, Hilux sucateada, assim como de passeio. A prefeita não foi encontrada para dar explicações.

Fonte: 010 - diariodaamazonia

Link: http://www.newsrondonia.com.br/noticias/transporte+escolar+de+cacoal+poe+em+risco+a+vida+de+estudantes/121473

News Rondônia